Os Rovati haviam avaliado fusões, um investimento de uma empresa de private-equity e uma oferta pública inicial, que foi descartada em 10 de julho. A família Rovati, da Itália, levou três semanas para negociar a venda da fabricante de medicamentos …

Negócios no setor farmacêutico revelam três bilionários Leia mais »