Arquivo do blog

Varejo perde R$ 1 bilhão por roubos, furtos e problemas operacionais

Dinheiro no cesto de lixoEm 2013, todos os segmentos apresentaram piora nos resultados  

As perdas sofridas pelo varejo devido a roubos, furtos e problemas operacionais cresceram de 1,83% para 2,31% do faturamento líquido, entre 2012 e 2013, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar).  O estudo foi realizado ao longo de 2014, com base em dados colhidos no ano anterior, quando 5.202 lojas, entre farmácias, supermercados e pequenos varejistas, foram submetidos a um questionário.

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico



Farmácias seguram reajuste dos medicamentos

(Texto atualizado em 01/06/2015 às 09:10 am)

Farmácias seguram reajustePesquisa mostra que só 50% do aumento foi repassado para o consumidor

Após o reajuste de 5% a 7,7% no Preço Máximo ao Consumidor (PMC) de medicamentos em abril, muitas farmácias ainda mantêm valores próximos aos praticados antes. O índice regula o teto a ser cobrado por medicamentos, mas, para atrair clientes, várias redes repassam apenas uma parcela do acréscimo para o consumidor final. Os dados são da plataforma que monitora preços do setor na internet, MultiFarmas.

Segundo o sócio da empresa, a maioria dos varejistas limitou a alta em 50% a 70% do reajuste permitido. “Comprar pela internet ficou ainda mais interessante nesse momento, quando os e-commerces conseguem segurar o aumento”, explica. Para as farmácias, manter os preços mais baixos significa conquistar novos clientes e fidelizar antigos. Em geral, a medida é adotada enquanto os estoques ainda não foram repostos.
Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico



MasterCard Spending Pulse: Vendas no varejo crescem 4,1% em março

(Texto atualizado em 01/06/2015 às 09:10 am)

MasterCard Spending Pulse Vendas varejoSegundo o relatório, as vendas no e-commerce cresceram 17,1% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

O SpendingPulse, relatório de vendas do comércio varejista brasileiro desenvolvido pela MasterCard Advisors, mostra que as vendas totais no varejo durante o mês de março (excluindo automóveis e materiais de construção) aumentaram 4,1%, quando comparadas com o mesmo período do ano passado, fechando o primeiro trimestre de 2015 com 0,1% de queda em relação ao último trimestre de 2014 (0,9%).
Leia mais ›

Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico



Marcas pedem reajuste de 10% a farmácias

(Texto atualizado em 01/06/2015 às 09:03 am)

marcas-pedem-reajuste-a-farmaciasFabricantes de produtos de higiene pessoal e beleza procuraram drogarias para negociar tabelas

As primeiras conversas começaram no fim de 2014 e parte do aumento solicitado já está sendo repassado aos preços. Unilever, Procter & Gamble, L’Oréal e Johnson & Johnson propuseram reajustes para, pelo menos, três grandes cadeias de farmácias do País – Raia Drogasil, Pague Menos e Brasil Pharma.

Balanços de 2014 de algumas multinacionais do setor mostram que parte dos ganhos em receita líquida em mercados emergentes têm sido obtidos, especialmente, por meio de aumentos de preços.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Grupo Raia Drogasil dobra o lucro em 2014 e inicia nova fase

lucro-drogasil-raia-m2-farmaEmpresa prevê 131 novas lojas este ano e descarta aquisições

Maior grupo varejista de farmácias do País, a Raia Drogasil fechou no ano passado o ciclo de integração de suas duas redes com crescimento em receita, melhora na rentabilidade, queda na relação entre receita e despesas e ganhos na margem de lucro. Concluída boa parte da fase de unificação dos negócios, a empresa inicia um período em que começa a trabalhar aspectos que ficaram em segundo plano desde a fusão das cadeias, em 2011.

Experiência de compra na loja, que ainda está distante do que a empresa quer, e a forma como a companhia faz a gestão das categorias vendidas entram nessa lista de prioridades para os próximos anos. Também terá que ser aprimorado o uso da base de informações que a companhia tem de seus clientes, para tentar ser mais assertivo na venda. “Fazemos isto melhor na Raia do que na Drogasil. É um dos aspectos que vamos ter que trabalhar”, disse o presidente da companhia, Marcílio Pousada, após publicação do balanço.

No ano passado, a rede apurou aumento de 18,6% nas vendas líquidas, para R$ 7,39 bilhões. De outubro a dezembro, o valor foi de pouco mais de R$ 2 bilhões, expansão de 20,2%. O lucro líquido em 2014 somou R$ 221,4 milhões, mais que o dobro dos R$ 100,9 milhões de 2013. De outubro a dezembro, o lucro registrou alta de 123,4%, para R$ 62,15 milhões.

Fonte: Valor Econômico


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Brasil Pharma lança plano para reconquistar mercado

Brasil Pharma lança plano para reconquistar mercadoA teleconferência com analistas para discutir o balanço da Brasil Pharma no quarto trimestre feita ontem foi marcada por simbolismos. Logo no começo da apresentação, o agora ex­ecutivo-­chefe da companhia, José Ricardo Mendes da Silva, falou da conclusão da primeira fase da reestruturação da empresa, focada na criação de controles e na disciplina operacional.

Na sequência, ele passou o bastão ao sucessor, Paulo Gualtieri, ex­ecutivo do Pão de Açúcar que comandará a Brasil Pharma no que eles classificaram como uma nova fase, voltada à melhoria das vendas nas mais de 1,2 mil farmácias das cinco redes. A mudança no comando havia sido antecipada pelo Valor PRO, serviço de informação em tempo real do Valor, semana passada.

Toda esse rito tem razão de ser. A companhia controlada pelo banco BTG precisa dar uma resposta a investidores e analistas, descontentes com o desempenho. Só nos primeiros três meses do ano, suas ações perderam mais de 70% de valor. A Raia Drogasil apresenta valorização de quase 10% no período. O Ibovespa, principal índice da bolsa, sobe mais de 1%.
A Brasil Pharma também anunciou a contratação da consultoria Enéas Pestana & Associados, do ex-presidente do Pão de Açúcar, para melhorar as vendas das farmácias.

Gualtieri é um dos 35 sócios de Pestana na empreitada e deixará o dia a dia da companhia para se dedicar à Brasil Pharma. No momento, 12 consultores estão atuando na rede. O trabalho de diagnóstico durará dois meses. A implementação das medidas sugeridas levará outros 18.

Outro ponto importante da nova fase da companhia são dois estudos que serão apresentados em um prazo de 30 dias. Um deles balizará o processo de integração da rede Big Ben, que atua no Nordeste, ao restante dos negócios do grupo. O outro formatará uma nova estrutura de capital para sustentar o crescimento do grupo.

Comprada há três anos, a Big Ben é responsável por metade da receita do grupo ­ que ficou praticamente estável no 4º trimestre, em R$ 901,8 milhões, contra R$ 893,7 milhões no mesmo período de 2013 ­ e opera numa estrutura administrativa independente, o que faz com que tenha grande peso nas despesas do grupo.

Na teleconferência, os executivos destacaram várias vezes que o enxugamento dessa estrutura e o melhor reconhecimento dos resultados da rede serão pontos fundamentais para a melhoria do desempenho em 2015.

Em 2014, a companhia ampliou em mais de 300% o prejuízo, chegando a R$ 613 milhões. Além de crescimento pouco expressivo na receita líquida ­ aproximadamente 9%, para R$ 3,8 bilhões ­ a companhia teve aumento de custos com demissões (foram 4,6 mil dispensas ao longo do ano), implementação do sistema de gestão SAP, entre outras medidas.

Em relatório a clientes publicado no fim do dia, a corretora Coinvalores avaliou as mudanças anunciadas pela Brasil Pharma como positivas, mas destacou que ainda é cedo para considerar uma recuperação consistente nos números. Em um ano complicado, a companhia terá que contar com a boa aceitação das mudanças nas lojas por parte dos consumidores para transformar os simbolismos em realidade.

Fonte: Tudo Farma


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



E-commerce de medicamentos cresce mais de 90% ao ano

e-commerce-de-medicamentos-cresce-mais-de-90-ao-anoDrogaria Nova Esperança prevê crescimento de quase 100% no setor

O mercado corporativo está cada vez mais acirrado. Empresas de diversas segmentações começam a migrar para plataformas digitais com o objetivo de ampliar seus canais de comunicação e venda junto à população.

A Drogaria Nova Esperança, um dos maiores varejistas do setor de medicamentos, tem apostado no mercado corporativo para expandir seus negócios pelo Brasil. Atualmente, o carro-chefe de vendas da empresa é o e-commerce.

O comércio eletrônico brasileiro é composto de 450 mil lojas virtuais ativas, entretanto apenas 15% das companhias possuem endereços físicos. “Temos apenas uma loja física que está situada em Pirituba, em contrapartida, conseguimos atender todo o Brasil através do nosso e-commerce”, comenta o diretor da Drogaria Nova Esperança, Marcos Dávida.

A empresa registra um crescimento mensal de quase 10% no mercado corporativo e fornece periodicamente medicamentos para cerca de 16 mil vidas beneficiadas por programas de assistência farmacêutica.

Fonte: Guia da Farmácia


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



Farmácia pequena é bom negócio na periferia e no interior

Farmácia-pequena-é bom-negócio-na-periferia-e-no-interiorAs farmácias e drogarias estão em alta. A receita dos estabelecimentos que vendem artigos de saúde, beleza e higiene pessoal foi uma das que mais cresceram entre os vários setores do varejo em 2013, segundo a Pesquisa Anual de Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o levantamento, o crescimento da receita deste setor foi de 15,3%, quase o dobro do setor de vestuário e calçado, por exemplo, que fechou 2013 com um aumento de 8,8%.

O boom do setor está relacionado a dois fatores: o crescimento da indústria farmacêutica e o maior acesso da população a serviços de saúde, explica Priscila Vautier, farmacêutica e diretora de comunicação do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de São Paulo (Sinfar). “O crescimento da venda e distribuição de medicamentos, o aumento da população, seu envelhecimento, o aumento do acesso à saúde, de convênios médicos e de programas do governo, como a Farmácia Popular, são fatores que contribuem para isso”, analisa Priscila. Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico



Muito além da bula de remédio

Muito-além-da-bula-de-remédio-história-da-panvelO compromisso com os clientes vem gerando frutos renovados ao longo dos 40 anos da Panvel. Conheça a história da empresa, contada no livro “100 Marcas do Rio Grande”

O percurso da Panvel começou em 1973 – época da fusão entre as empresas Panitz e Velgos. A mistura de sílabas das duas marcas gerou a denominação que hoje é imediatamente reconhecida pela absoluta maioria dos gaúchos. Mais que um nome, a Panvel é um ícone do varejo farmacêutico no Sul do Brasil. Em pesquisas, é frequentemente lembrada pelo público como a maior referência em seu segmento. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico



Varejo farmacêutico se prepara para mudanças

regulação-ampliará-mix-de-produtos-e-erviçosCom a aprovação das leis federal e estaduais, próximo passo é a regulação, que ampliará mix de produtos e serviços

Com o fim do impedimento para a venda de produtos de conveniência nas farmácias e drogarias do País, o varejo farmacêutico está se preparando para mudanças que vão do mix de produtos ao atendimento a clientes, passando pela metragem das lojas, que, segundo o presidente da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), Sérgio Mena Barreto, irá transformar os estabelecimentos brasileiros em verdadeiras drugstores.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico



Americana Walgreens pode comprar BR Pharma, do BTG

americana-Walgreens-interessada-em-entrar-no-mercado-brasileiroA rede de farmácias americana Walgreens estaria interessada em entrar no mercado brasileiro. Para isso, estaria em negociações com a BR Pharma, divisão de varejo farmacêutico do BTG Pactual.

Concorrente direta da CVS, a rede Walgreens teria entrado em contato há dois meses, mas o valor oferecido estava aquém do esperado pela BR Pharma.

Em 2013, a CVS adquiriu a rede Onofre, depois de contratar o Pátria Investimentos para negociar investimentos no Brasil.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico



Drogarias registram lucro líquido de R$ 520 milhões em 2013

Drogarias-registram-lucro-2013As principais redes de farmácias do País, entre elas as drogarias São Paulo, Pacheco, Pague Menos e Onofre, apresentaram lucro líquido de R$ 520,5 milhões no ano passado, como informou a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma).

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico



Farmácias reforçam aposta em produtos de beleza

Farmácias-reforçam-aposta-produtos-belezaExecutivos do setor dizem que decisão do STF sobre venda de conveniência deu segurança a investimentos no nicho.

A venda de outros tipos de produtos que não medicamentos já é uma realidade em farmácias do Brasil e os itens de higiene e beleza se destacam como uma aposta relevante. Depois de decisão do Supremo Tribunal Federal favorável à venda de itens de conveniência nas lojas, executivos avaliam que aumentou a segurança das empresas para investir nesse nicho, que atrai os empresários de farmácias por seu potencial de crescimento.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações



Sindusfarma diz que Copa do Mundo afetou venda de medicamentos em junho

queda-vendas-medicamentos-copa-do-mundoAs vendas de medicamentos apresentaram recuo de 6,9% em junho, sobre o mês de maio, totalizando 251,5 milhões de unidades. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve crescimento de 7%. No acumulado do primeiro semestre, contudo, a expansão foi de 7,6%, com 1,491 bilhão de unidades vendidas.

Segundo Nelson Mussolini, presidente do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), a queda de junho foi reflexo da Copa do Mundo, com menos dias úteis por causa do evento. “As indústrias se estocaram em maio”, disse ele.

Em receita, as vendas da indústrias farmacêuticas alcançaram R$ 5,3 bilhões, 6,3% abaixo do resultado de maio. No primeiro semestre, contudo, o faturamento bruto das indústrias somou R$ 30,964 bilhões (sem considerar os descontos concedidos no varejo), alta de 13,2%. “A expectativa é de que o setor cresça 13% este ano”, afirmou Mussolini.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico



Farmacêuticos serão obrigatórios em drogarias

farmaceuticos-obrigatorios-em-farmacias-por-leiProjeto aprovado no Senado torna obrigatória a presença de farmacêuticos em drogarias durante todo o período de funcionamento

O Senado aprovou projeto que torna obrigatória a presença de um farmacêutico em drogarias, durante todo o horário de funcionamento. O presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge João, explica que, após a sanção da lei, as farmácias deixarão de ser apenas estabelecimentos comerciais e passarão à condição de prestadoras de serviços de assistência à saúde.

Medir pressão, glicemia, aplicar soro e vacinas estão entre os exemplos de serviços que o Projeto de Lei do Senado 41/1993, aprovado no dia 16, permite que sejam prestados nas farmácias. Walter Jorge explica que a legislação vigente não proíbe que os farmacêuticos prestem os serviços, porém, a vigilância sanitária impede a execução.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações



Vendas nas farmácias crescem 14,74% no inicio de 2014

São Paulo – As vendas das redes de farmácia brasileiras cresceram 14,74% entre janeiro e abril de 2014 na comparação com o mesmo período do ano anterior.

No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, o faturamento do varejo farmacêutico alcançou R$ 10 bilhões.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico



Drogaria Iguatemi anuncia expansão seguindo o padrão de alto luxo

Plano de crescimento inclui criação da marca Discover.

drogaria-iguatemi-farmacia-com-foco-em-classe-aaa

Drogaria Iguatemi – Farmácia focada em classe AAA

Referência em produtos de beleza e bem-estar e reconhecida pelo ambiente sofisticado e atendimento personalizado, a Drogaria Iguatemi revolucionou o segmento ao se posicionar como uma drogaria de luxo. A primeira – e até hoje única – drogaria premium do Brasil que tem como foco o público AAA e mix de produtos que privilegia o equilíbrio e a qualidade de vida. Enquanto 80% do portfólio das farmácias é composto por medicamentos, na Drogaria Iguatemi a maior parte das prateleiras é preenchida por produtos de beleza e bem-estar. Com essa estratégia, a bandeira registrou crescimento médio de 15% nos últimos cinco anos. Somente em 2013, o crescimento foi de 18% e o primeiro trimestre de 2014 avança no mesmo ritmo.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



Raia Drogasil chega a mil lojas com a volta ao Nordeste

Em alguns meses, a Raia Drogasil, maior varejista de farmácias do país criada há três anos, abrirá as primeiras unidades nos Estados de Pernambuco, Alagoas e Sergipe. Na capital pernambucana, a Drogasil será aberta na próxima semana e, com isso, a companhia se tornará a segunda varejista de capital aberto com mais de mil pontos próprios no país. Só o Grupo Pão de Açúcar tem esse volume de lojas. Além disso, em até um ano e meio, o primeiro centro de distribuição será aberto no Nordeste, informou a rede ao Valor.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



TOP 10 – Os dez maiores grupos e redes do varejo farma, por volume de vendas

Farmacia-walmart-top10-ranking-maiores-farmacias-melhores

Farmácia Walmart ocupa terceiro lugar entre as maiores

No ranking abaixo estão posicionadas as maiores empresas, redes e grupos do canal varejista farmacêutico, de todo o mundo.

TOP 10 – Maiores grupos e redes varejistas Farmacêuticos, por volume de vendas.

Veja a lista:

1 – Walgreens

2 – CVS Caremark

3 – Walmart

Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



Top 100: As cem maiores redes de farmácia do mundo em número de lojas

(Texto atualizado em 30/09/2017 às 06:05 pm)

rite-aid-rede-americana-de-drogarias-drugstores-maiores-do-mundo

Farmácia Drive Thru da Rite Aid nos Estados Unidos, a terceira maior rede do mundo.

Top 100 do mercado farmacêutico Mundial


As maiores redes de farmácia do mundo

Pesquisa americana aponta o top 100 das maiores redes de farmácia do mundo, por número de lojas.

À nível de comparação, em 2012, o mercado farmacêutico no Brasil faturou R$ 25 bilhões de reais equivalente a U$ 10 bilhões de dólares.

A gigante Walgreens, com 7.530 lojas, cinco vezes maior que a BrasilPharma, vendeu sozinha 4 vezes mais que todo o nosso varejo farmacêutico brasileiro.

CVS-rede-americana-de-farmacias-maiores-do-mundo

Loja 24 horas da rede CVS nos EUA

Ranking mundial das 100 maiores redes e grupos de farmácias:

1 – Walgreens Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: