Arquivo do blog

Sanofi anuncia novo diretor de Aceleração Digital

sanofi aceleracao digital

(Texto atualizado em 08/03/2021 às 03:14 pm)

A Sanofi, maior multinacional farmacêutica do mercado brasileiro, anuncia Marcelo Nadruz como novo diretor de Aceleração Digital para o Brasil e a América Latina. O executivo tem o papel de definir a estratégia e as abordagens digitais em ambas as regiões.

Estão sob a direção de Nadruz importantes projetos focados em diferentes públicos, como pacientes e profissionais de saúde, incluindo a promoção de cultura e inovação digital, e atuando também como elo entre as áreas de suporte e as unidades de negócios da empresa.

Formado em Engenharia de Controle e Automação, com pós-graduação no Insper e no Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, Nadruz está na Sanofi desde 2014, onde ingressou como gerente de Tecnologia no Brasil. Antes da Sanofi, esteve por 12 anos na Accenture, onde atuou como gerente sênior em consultoria de Negócio e Tecnologia.

SOBRE A SANOFI

A Sanofi se dedica a apoiar as pessoas ao longo de seus desafios de saúde. Somos uma companhia biofarmacêutica global com foco em saúde humana. Prevenimos doenças por meio de nossas vacinas e proporcionamos tratamentos inovadores para combater dor e aliviar sofrimento. Nós estamos ao lado dos poucos que convivem com doenças raras e dos milhões que lidam com doenças crônicas.

Com mais de 100 mil pessoas em 100 países, a Sanofi está transformando inovação científica em soluções de cuidados com a saúde em todo o mundo.

Sanofi, Empowering Life, uma aliada na jornada de saúde das pessoas.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sanofi 
Foto: Shutterstock


Palavras-chave , , , , , , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Anvisa aprova novo biossimilar para o tratamento de doenças inflamatórias crônicas no Brasil

Anvisa aprova novo biossimilar para o tratamento de doenças inflamatórias crônicas no Brasil

O Avsola inibe uma citocina chamada fator de necrose tumoral alfa, contribuindo para a diminuição do estado inflamatório comum em pacientes com doença ativa

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprova o quarto  biossimilar da Amgen.

O medicamento Avsola (infliximabe) recebeu as mesmas indicações em bula do Remicade (infliximabe) e tratará pacientes com doenças inflamatórias crônicas como artrite psoriásica, artrite reumatoide, colite ulcerativa, doença de Crohn, espondilite anquilosante e psoríase em placas.

‘’A aprovação de biossimilares em meio ao período de pandemia é muito significativa, visto que, além de reduzir os custos no sistema de saúde, oferecem uma nova opção para ampliar o acesso aos tratamentos biológicos inovadores que tem um histórico positivo de aumentar a qualidade de vida dos pacientes” afirma o  gastroenterologista e presidente da Organização Panamericana de Crohn e Colite (Pancco), Dr. Flavio Steinwurz.

A classe de medicamentos biológicos, como os biossimilares, estão disponíveis para o tratamento de diversas doenças crônicas de alta complexidade.

E também são considerados um grande avanço da ciência.

O Avsola é um medicamento biológico que inibe uma citocina chamada fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), contribuindo para a diminuição do estado inflamatório comum em pacientes com doença ativa e consequentemente favorecendo a qualidade de vida do paciente.

Estudos

A aprovação de Avsola pela Anvisa se baseou em uma totalidade de evidências composta por estudos de fase I em indivíduos saudáveis e de fase III em pacientes com artrite reumatoide.

Além de uma extensa comparabilidade analítica para caracterização desse anticorpo, que comprovam similaridade, ou seja, nenhuma diferença estatística na eficácia e segurança do biossimilar em relação ao medicamento originador.

Sendo assim, a utilização do biossimilar Avsola trará os mesmos benefícios ao paciente acometido por doenças inflamatórias crônicas que hoje é tratado com o medicamento originador contribuirá ainda com a sustentabilidade do sistema de saúde.

O que são medicamentos biossinilares

São medicamentos biológicos altamente semelhantes aos biológicos originadores já aprovados, sem nenhuma diferença clinicamente significante em termos de segurança e eficácia.

Os biossimilares constituem, assim, uma nova opção de tratamento biológico mais acessível que acarretam em economia e aumento de competição de mercado.

Essa dinâmica gera também oportunidade de aumento de acesso à tratamentos.

E melhora também o equilíbrio do sistema de saúde, permitindo, assim, que mais pacientes sejam beneficiados com menor investimento das fontes pagadoras.

Fonte: Amgen

Foto: Shutterstock


Palavras-chave , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Novartis no combate ao novo coronavírus

Novartis no combate ao novo coronavírus

(Texto atualizado em 20/07/2020 às 06:01 pm)

A empresa atua promovendo suporte, prevenção e proteção à sociedade no combate à crise de saúde e econômica causada pelo Covid-19

Inspirado em seu propósito, que é estender e melhorar a vida das pessoas, o Grupo Novartis reforça o seu comprometimento com a sociedade brasileira e estabelece ações consistentes de prevenção e proteção em prol da saúde de toda a comunidade.

A empresa está disponibilizando o equivalente a R$ 5,5 milhões em doses de medicamentos ao estado do Paraná, ao município de São Paulo e ao Governo Federal, a fim de ajudar na estabilização do sistema de saúde.

Adicionalmente, houve doação de cerca de R$ 5 milhões para 45 instituições brasileiras não governamentais, cuidadosamente selecionadas, para ampliarem os cuidados e atenção aos pacientes e assim gerenciarem os desafios impostos pela pandemia nas comunidades mais vulneráveis.

Apoio a profissionais de linha de frente

A Novartis também doou cerca de 100 mil máscaras e 50 mil luvas a profissionais da linha de frente de atuação da crise, através da Anvisa. Por fim, a Novartis disponibilizou a Carreta Novartis da Saúde (tradicionalmente utilizada para o combate à hanseníase) à Secretaria de Saúde do Distrito Federal para apoiar a campanha de vacinação contra a gripe.

Novartis contra o coronavírus: compromisso irrestrito com seus colaboradores durante a crise

A Novartis oferece ainda uma licença extra de 12 dias úteis, para os casos em que nossos funcionários necessitem dar suporte a filhos e parentes próximos. A saúde de nossos colaboradores e familiares é de extrema prioridade para a empresa, que promoveu entre outras ações uma campanha de vacinação gratuita, incluindo 4 mil pessoas, entregou um kit contendo 50 máscaras aos seus colaboradores, bem como ofereceu ajuda psicológica a funcionários e familiares. Além disso, para estimular a curiosidade e educação neste período, a Novartis ofereceu recursos de aprendizagem e 3.800 módulos de cursos online.

Compromisso com os nossos pacientes

Com intuito de esclarecer dúvidas de pacientes e cuidadores, e desta forma, auxiliar na aderência de recomendações médicas, os Programas de Suporte ao Paciente seguem ativos com atendimento virtual. Serviços que visam a contínua segurança, menor exposição dos pacientes a riscos de contaminação e ao mesmo tempo viabilizam a continuidade de tratamentos atuais; alguns exemplos de ações realizadas são: aplicações domiciliares de algumas de nossas terapias com suporte de enfermeiras especializadas, treinamento e disponibilização de serviço de telemedicina seguro para continuidade de consultas médicas, entre outras ações de conveniência disponíveis aos pacientes. E o mais importante, a Novartis não antecipa interrupções na produção e entrega de seus medicamentos a pacientes e prestadores de serviços de saúde, assim, arcando com custos logísticos mais altos, quando necessário.

Vencendo o vírus através de nossa ciência e inovação

À medida que o COVID-19 se espalha por todo mundo, médicos e pacientes esperam ansiosos por opções de tratamento. Como parte de seu compromisso de pesquisa e desenvolvimento, a Novartis formou uma equipe de investigação clínica para avaliar medicamentos já aprovados para outras doenças ou em fase de desenvolvimento que possam ser úteis e eficazes no tratamento da COVID-19.

Foto: Shutterstockb Fonte: Novartis


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Robôs 5G ajudam a combater o novo coronavírus

Robôs 5G ajudam a combater o novo coronavírus

Como parte de seu esforço para conter a disseminação do COVID-19, a China está utilizando robôs de patrulha 5G desenvolvidos pela Guangzhou Gosuncn Robot Co., Ltd, que possui tecnologia Advantech, para monitorar o uso de máscaras e temperatura do corpo em locais públicos.

Após o surto de COVID-19, a Guangzhou Gosuncn Robot Co., Ltd, fornecedora líder de produtos e serviços de IoT para cidades inteligentes, atualizou seu robô de patrulha com novos recursos para auxiliar policiais de primeira linha na condução de prevenção de doenças. Como a medição manual da temperatura corporal expõe o pessoal de segurança pública a riscos potenciais à saúde, esses robôs estão equipados com 5 câmeras de alta resolução e termômetros infravermelhos capazes de escanear a temperatura de 10 pessoas simultaneamente em um raio de 5 metros.

Se uma temperatura alta ou a ausência de uma máscara for detectada, os robôs enviam um alerta às autoridades relevantes. Todos os dados podem ser transmitidos para um centro de controle para resposta em tempo real e tomada de decisão. Além disso, embora esses robôs sejam máquinas autônomas, eles também podem ser controlados remotamente, impedindo a infecção cruzada. Não é surpresa, portanto, que esses robôs de patrulha 5G de última geração já tenham sido vistos em aeroportos e shopping centers nas cidades de Guangzhou, Xangai, Xi’an e Guiyang.

Os robôs de patrulha 5G de Gosuncn integram tecnologias de IoT, IA, computação em nuvem e big data para realizar detecção ambiental, tomada de decisão dinâmica, controle autônomo de movimento, bem como detecção e interação comportamental. Para permitir essa computação avançada, os robôs de patrulha 5G são equipados com um computador de borda industrial de alto desempenho (MIC-770), com processador Intel® Core ™ i de 8a geração e GPU iModule (MIC-75G20), voltado para aplicativos de IoT.


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações





Novo medicamente genérico aprovado pela Anvisa

(Texto atualizado em 03/09/2019 às 11:57 am)

A Anvisa concedeu registro ao primeiro medicamento genérico de cloridrato de oxicodona, que será comercializado na forma de comprimido revestido de liberação prolongada no organismo. O produto é indicado para o tratamento de dores moderadas a severas, quando for necessária a administração contínua de um analgésico, 24 horas por dia, por um período de tempo prolongado. A detentora do registro do medicamento genérico é a Zodiac Produtos Farmacêuticos S/A.

A disponibilização de um medicamento genérico no mercado significa uma nova opção de tratamento a um custo mais acessível, uma vez que esses produtos chegam ao consumidor com um preço menor, sendo, no mínimo, 35% mais baratos do que os de referência.

A Anvisa reforça que a concessão do registro a um medicamento genérico significa que o produto possui qualidade, eficácia e segurança comprovadas, sendo que o genérico é o equivalente terapêutico ao medicamento de referência.

Confira a aprovação do registro do cloridrato de oxicodona, publicada no Diário Oficial da União (DOU) da última segunda-feira (15/10).

Fonte: Anvisa


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico, ANVISA





Câncer de próstata: aprovado novo tratamento

(Texto atualizado em 11/07/2019 às 03:14 pm)

Remédio para hipertensão aumenta risco de câncer, alerta AnvisaPacientes com câncer de próstata contam com mais uma opção para o tratamento deste tipo de neoplasia. A Anvisa aprovou, nesta segunda-feira (15/10), o registro do medicamento Erleada (apalutamida), que será comercializado na forma farmacêutica de comprimido revestido, na concentração de 60 mg. A detentora do registro no Brasil é a empresa Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda.

O novo medicamento, com dose de 240 mg (quatro comprimidos revestidos de 60 mg), em combinação com terapia de privação androgênica (castração medicamentosa ou cirúrgica), é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer de próstata não-metastático resistente à castração (NM-CRPC).

O câncer de próstata é uma neoplasia caracterizada pelo crescimento da glândula prostática, que acomete primariamente a população idosa. Entre os tipos de neoplasias mais comuns nos homens, o câncer de próstata ocupa a segunda posição (atrás apenas dos tumores de pele não melanomas), com estimativa de 68,2 mil casos novos em 2018.

Risco controlado

No caso específico de câncer de próstata resistente à castração inicial (CRPC), exames de imagem podem não apresentar nenhuma evidência de doença na fase metastática, sendo, então, denominado câncer de próstata não-metastático resistente à castração (NM-CRPC). No entanto, homens com a doença neste cenário têm um risco significativo para o desenvolvimento de metástases. Daí a necessidade do uso de medicamentos que ajudem no controle da doença.

Estudos clínicos

Como subsídio para o registro do medicamento Erleada® (apalutamida), a empresa Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. apresentou, como pesquisa principal, um estudo (Fase III) que comparou o uso do medicamento em 806 pacientes em relação aos resultados obtidos com um placebo tomado por 401 participantes da pesquisa, todos portadores de NM-CRPC, que já estavam recebendo a terapia padrão de privação androgênica. De acordo com a empresa, os resultados mostraram que a apalutamida foi bem tolerada, com toxicidades que eram em sua maioria de baixo grau e manejáveis.

 


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico





Merck Brasil adota novo modelo de comunicação visual

Merck Brasil adota novo modelo de comunicação visual- Guia da Farmácia

(Texto atualizado em 25/06/2019 às 09:58 am)

Em 2018, a Merck – empresa alemã líder mundial em ciência e tecnologia – celebrou seus 350 anos com um novo website. Mais otimizado, responsivo e com conteúdo adaptado para SEO, o site faz parte da nova linguagem da empresa que está mais emocional e vibrante. Um processo que começou em outubro de 2015 com o lançamento de um novo branding desenvolvido com a agência Future Brand que tem como mote central “ciência e tecnologia vibrantes” e inspirado nas formas e cores vistas a partir das lentes do microscópio.  “O novo site ajuda aproximar nossa imagem da identidade corajosa, ousada e vibrante já consolidada internamente”, explica head de comunicação corporativa da Merck Brasil, Erica Smith.

No www.merck.com.br o internauta poderá visualizar a essência curiosa da empresa e ver o DNA da Merck, representado em pesquisas e produtos que refletem a descoberta de novos medicamentos e tecnologias que ajudam a criar, melhorar e prolongar a vida. “Curiosidade é o mote da campanha mundial e o combustível da Merck para encontrar respostas para perguntas ainda não feitas ao progresso humano”, conclui Erica. Os conteúdos de Curiosidade podem ser encontrados no canal global e local de Facebook da Merck e também no Hub de Curiosidade.

Nova estrutura

No Brasil, as mudanças começaram nos ambientes internos com escritórios abertos – no formato open office -, sem salas com divisões hierárquicas. A diversidade é um tema levado a sério com adesão da empresa no Pacto para a Empoderamento das Mulheres, firmado em 2017, com a organização das Nações Unidas para igualdade de gênero no setor privado.

No escritório em São Paulo, passaram a ser adotados o uso de roupas casuais todos os dias; uma sala de descompressão com puffs confortáveis e jogos disponíveis a quem desejar sair da mesa de trabalho para se divertir; uma copa com frutas frescas para os funcionários todos os dias; e sessões de shiatsu semanais para os colaboradores.

Fonte: Merck


Palavras-chave , , , , , , , , , ,
Indústria farmacêutica





Novo tratamento para diabetes pode descartar uso de insulina

(Texto atualizado em 21/06/2019 às 10:30 am)

Um novo estudo mostrou que estimular o crescimento de uma nova membrana mucosa intestinal pode ajudar a controlar o diabetes tipo 2

Pesquisadores holandeses podem ter descoberto uma maneira de pôr fim às injeções diárias de insulina utilizadas pelos pacientes que sofrem com diabetes tipo 2. A equipe do Centro Médico Universitário de Amsterdã, na Holanda, descobriu que destruir a membrana mucosa do intestino delgado para que uma nova se desenvolva pode estabilizar os níveis de açúcar no sangue dos diabéticos.

“Devido a esse tratamento, o uso de insulina pode ser adiado ou talvez evitado. Isso é promissor”, disse Jacques Bergman, professor de gastroenterologia da UMC, à emissora holandesa Nederlandse Omroep Stichting. Além de dispensar injeções de insulina, o tratamento pode diminuir os riscos de doenças cardiovasculares, insuficiência renal, cegueira e dormência nas mãos e nos pés.

Os cientistas acreditam que o efeito é resultado de uma possível relação entre a absorção de nutrientes pelo intestino e o desenvolvimento de resistência à insulina em indivíduos com diabetes tipo 2. O estudo revelou ainda que um ano após o procedimento, 90% dos pacientes continuaram apresentando estabilidade da doença.

De acordo com os pesquisadores, o procedimento – que dura uma hora – envolve a inserção de um tubo com um pequeno balão na extremidade pela boca do paciente. O tubo chega no intestino delgado, onde o balão é inflado com água quente e a membrana mucosa é queimada pelo calor. A nova membrana – capaz de controlar os níveis glicêmicos dos diabéticos – se regenera em cerca de duas semanas, promovendo uma melhora significativa na saúde do paciente.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico





Novo genérico aprovado: cloridrato de oxicodona

genericos medicamentos

(Texto atualizado em 09/01/2019 às 03:14 pm)

A Anvisa concedeu registro ao primeiro medicamento genérico de cloridrato de oxicodona, que será comercializado na forma de comprimido revestido. O produto tem liberação prolongada no organismo e é indicado para o tratamento de dores moderadas a severas, quando for necessária a administração contínua de um analgésico, 24 horas por dia, por um período de tempo prolongado. A detentora do registro é a Zodiac Produtos Farmacêuticos S/A.

A disponibilização de um medicamento genérico no mercado significa uma nova opção de tratamento a um custo mais acessível, uma vez que esses produtos chegam ao consumidor com um preço menor, sendo, no mínimo, 35% mais baratos do que os de referência. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações, ANVISA





Aprovado novo medicamento para leucemia mieloide aguda

rydapt midostaurin novartis

(Texto atualizado em 09/01/2019 às 03:12 pm)

Foi aprovado o registro para o RYDAPT, produto que deverá ser usado em associação com tratamento de quimioterapia.

A Anvisa aprovou o registro de um novo medicamento sintético para o tratamento de leucemia mieloide aguda (LMA). O produto é o RYDAPT (Midostaurina), que será comercializado na forma farmacêutica de cápsula mole, com concentração de 25 mg. O uso deste medicamento deverá ser combinado com tratamento por quimioterapia, conforme indicação médica.

Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Legislação e regulamentações, ANVISA





Atrofia AME: requerido registro de medicamento novo

O pedido de avaliação do Spinraza (nusinersena) foi protocolizado na Anvisa nesta terça-feira (02/05/2017). A Agência já avalia dossiê apresentado para registro do produto.

A empresa Biogen Brasil Produtos Farmacêuticos Ltda protocolizou, nesta terça-feira (02/05/2017), o pedido para avaliação do Spinraza (nusinersena). O medicamento sintético novo é indicado para o tratamento da Atrofia Muscular Espinhal (AME).

A Anvisa está tratando o tema com celeridade e já avalia o dossiê de tecnologia farmacêutica, um dos documentos necessários para o registro do produto. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
ANVISA





Certificado de AFE da ANVISA: você conhece?

(Texto atualizado em 10/05/2017 às 11:13 am)

Recentemente a Anvisa criou um novo documento chamado Certificado de Autorização de Funcionamento de Empresa (Certificado de AFE). A M2Farma traz para você esclarecimentos sobre a questão:

O que é o Certificado de  AFE – Autorização de Funcionamento?

O Certificado de Autorização de Funcionamento (Certificado de AFE) é um documento emitido pela Anvisa que comprova que a empresa está autorizada a exercer as atividades descritas no certificado. Nele, constam o número da autorização da empresa e seu endereço. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
ANVISA





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: