Países do Mercosul assinam pacto que pode reduzir preço de remédios em 80%

Compra conjunta irá garantir maior oferta de tratamentos à população dos países que integram o bloco econômico

Medicamentos de alto custo

Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe

Pacto entre ministros da Saúde do Mercosul irá reduzir em até 80% o preço de medicamentos de alto custo. A decisão foi tomada, nesta sexta-feira (16), durante a 40ª edição da Reunião de Ministros da Saúde do Mercosul, realizada na Argentina.

A compra conjunta irá garantir maior oferta de tratamentos à população dos países que integram o bloco econômico.

Alguns medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe, que é um dos medicamentos mais caros e mais demandados, via judicial, no Sistema Único de Saúde (SUS), o Trastuzumabe, Rituximabe e toda a linha dos Mabes, indicadas para o tratamento de artrite reumatóide e câncer.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que, além dessa ação, a pasta tem trabalhado fortemente na política de transferência de tecnologia de produção desses medicamentos para o Brasil.

Ele também reforçou a importância de ações como essa para buscar novas rodadas de negociação com a indústria farmacêutica: “Há uma preocupação em sustentar o complexo industrial farmacêutico de cada país, mas em negociações conjuntas de produtos patenteados, nós podemos conseguir redução muito significativa de preços, como temos conseguido no Brasil”.

Em 2015, o órgão brasileiro realizou, pela primeira vez, a compra do medicamento Darunavir – usado para o tratamento do HIV, junto à Venezuela, Chile, Uruguai, Argentina, Paraguai, Peru e Suriname. Na ocasião, os países conseguiram uma economia de 83% com a negociação realizada. Somente para o Brasil, que já registrava um dos menores preços do bloco, de U$ 2,98 por unidade, a aquisição representou uma redução de U$ 14,2 milhões.

Cooperação

Os ministros da Saúde assinaram, também, documentos para a realização de mecanismos que permitam realizar o intercâmbio para analisar capacidades de vigilância e compartilhar experiências sobre eventos de massa na região para potencializar a capacidade dos países.

Além disso, ficou acordado entre os representantes do setor a importância de priorizar a saúde pública nas negociações de acordos de livre comércio, a adoção de critérios que protejam a saúde pública no exame das solicitações de patentes e de seguir fortalecendo o acesso aos medicamentos genéricos e bioterapêuticos similares, de qualidade, seguros e eficazes.

 

Fonte: Ministério da Saúde


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Confirmada abertura credenciamento Farmácia Popular – Norte e Nordeste

Nessa semana o Ministério da Saúde comunicou oficialmente a abertura do credenciamento para Farmácia Popular. Por hora apenas para as regiões do Norte e Nordeste. Acompanhe:

Comunicamos que, a partir do mês de agosto de 2017, o Ministério da Saúde irá repassar as verbas das unidades da Rede Própria do Programa Farmácia Popular aos estados e municípios para que 100% seja utilizado na compra de fármacos destinados à população. Essa mudança visa a ampliar a oferta efetiva de medicamentos para o tratamento de doenças como diabetes, hipertensão e asma, uma vez que 80% do valor destinado à Rede Própria era gasto com a manutenção das unidades.

Outra novidade será a ampliação da rede do Programa “Aqui tem Farmácia Popular” em 18 municípios das regiões Norte e Nordeste que possuíam apenas a Rede Própria do Programa. Nestes locais, serão reabertos o credenciamento de novas farmácias e drogarias para complementar a assistência farmacêutica da população. Dessa maneira, foram definidos os seguintes critérios para o credenciamento: Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Farmácia Popular



Conheça o Relatório de Atividades 2016 da Anvisa

Já está disponível, no site da Anvisa, o Relatório de Atividades 2016. A publicação foi construída a partir dos nove objetivos estratégicos da Agência e apresenta as principais entregas realizadas no período.

O Relatório revela, por exemplo, que 882 medicamentos foram registrados pela Anvisa em 2016. O número representa um aumento de 12% em relação a 2015. O total de dispositivos médicos registrados também foi expressivo no último ano: 1.594 produtos, sendo 400 relativos a materiais ortopédicos. O tempo médio de registro caiu de 865 para 222 dias. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
ANVISA



Como consultar o registro de um produto na ANVISA

A Anvisa disponibiliza o serviço de consulta de produtos regularizados. O serviço oferece ao público dados sobre produtos registrados das áreas de escopo da Vigilância Sanitária.

Dividida por áreas, a página de Consultas disponibiliza as seguintes categorias:

  • Alimentos
  • Cosméticos
  • Medicamentos
  • Produtos para Saúde
  • Saneantes

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
ANVISA



Fiscalização da Vigilância Sanitária: Perguntas e respostas

Trazemos para você uma série de perguntas e respostas que esclarecem as principais dúvidas sobre Vigilância Sanitária desde a fiscalização, multas, infrações até as defesas.

1. No caso de irregularidades sanitárias, o que acontece?

Quando a inspeção constata irregularidades sanitárias, o estabelecimento é orientado e autuado, podendo ser interditado, ter produtos e equipamentos apreendidos e/ou multado.

Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Legislação e regulamentações, ANVISA



Brasil: inflação acumulada em 12 meses é a menor desde 2007

A inflação acumulada em 12 meses no Brasil continua em queda, a 3,60% em maio, o menor patamar desde 2007.

O índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em doze meses passou de 4,08% em abril para 3,60% em maio, informou nessa sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico



Tudo sobre defesa contra auto de infração do CRF

Quando há irregularidade, o fiscal do CRF pode lavrar um Auto de Infração, em nome da empresa ou profissional irregular. Reunimos informações interessantes sobre o assunto assim como a defesa administrativa possível nesses casos.

O Conselho Regional de Farmácia CRF regula a presença e as atividades do farmacêutico responsável nos estabelecimentos, efetuando as fiscalizações em farmácias, distribuidoras, indústrias, transportadoras.

Encontradas irregularidades, serão registrados os detalhes em um auto de infração, para investigação posterior. O auto pode ser emitido no momento da visita ou, lavrado posteriormente de forma administrativa na sede do conselho. Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Legislação e regulamentações



Sobre a licença AFE para PAF: Portos, Aeroportos e Fronteiras

A ANVISA possui uma legislação especial e mais criteriosa para empresas que exercem suas atividades em zonas de Portos, Aeroportos e Fronteiras (PAF).  Isso porque são áreas que exigem um cuidado maior, envolvendo riscos sanitários de proporções internacionais.

Se a atividade ou produto de uma empresa apresenta qualquer risco de complicações à saúde e bem estar do consumidor, esta empresa deve passar pela fiscalização de vigilância da ANVISA e VISA (COVISA, CIVISA). A fiscalização da Vigilância Sanitária tem natureza prioritariamente orientadora e facilita a entrada dos empreendedores no mercado formal com produtos e serviços, garantindo as boas práticas de produção e a segurança de todos os envolvidos. 

 

Quais empresas são consideradas PAF?

São elas: Empresas de administração e representação comercial, distribuidores e importadores de produtos que chegam ao Brasil através de portos e aeroportos.  Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , ,
Legislação e regulamentações, ANVISA



Lista oficial de fármacos inclui Cannabis

Cannabis entrou para a lista das Denominações Comuns Brasileiras. Regras para importação de canabidiol e registro de medicamento com maconha não mudam.

A Anvisa atualizou a lista das Denominações Comuns Brasileiras (DCB) com a inclusão de 19 novas substâncias entre produtos biológicos, princípios ativos, excipientes e plantas de interesse da indústria farmacêutica. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações



Comprar CNPJ de Farmácia Popular: riscos e vantagens

As vantagens do credenciamento no programa “Aqui tem Farmácia Popular” são largamente cobiçadas pelos donos de farmácias. Não por menos, o aumento de vendas que o programa possibilita é incontestável. Podemos citar exemplos de farmácias que possuem 30% da receita total provinda do Farmácia Popular. Nós na M2Farma, acompanhamos ao longo dessa trajetória, um histórico de atrasos nos repasses por parte do governo, mas nunca a inadimplência.

Observamos um aumento da oferta e procura por CNPJs registrados no “Aqui tem Farmácia Popular”. A prática aparece como uma alternativa de curto prazo. Contudo muitas dúvidas e incertezas cercam tal assunto e a M2Farma traz esclarecimentos. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Farmácia Popular



Diabetes: Autorizada primeira insulina biossimilar

Primeira insulina biossimilar do mercado brasileiro deve aumentar as opções de tratamentos para médicos e pacientes.

A primeira insulina biossimilar do Brasil foi registrada pela Anvisa. O produto chamado Basaglar é uma insulina análoga de longa duração administrada por injeção subcutânea. Na prática, o produto é mais uma opção de tratamento para as pessoas com diabetes do tipo 1 e 2. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Alterado repasse do Farmácia Popular, ampliando em R$ 80 milhões ano recurso em medicamentos

Ministério da Saúde vai repassar as verbas das unidades próprias do Farmácia Popular aos estados e municípios para que 100% seja utilizada na compra de fármacos para a população

A partir de agosto, estados e municípios terão um incremento de 10% para a compra de medicamentos da atenção básica do SUS, equivalente a R$ 100 milhões por ano. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta terça-feira (6), em Brasília (DF). A ação tem o objetivo de ampliar a oferta efetiva de insumos farmacêuticos para o tratamento de doenças como diabetes, hipertensão e asmas, por exemplo, nas unidades de saúde de todo o país. A medida foi possível com a realocação de recursos que eram destinados à Rede Própria do Farmácia Popular, cujo custo administrativo chegava a 80%. Agora, o valor será integralmente aplicado na oferta de fármacos à população. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Farmácia Popular



Lista de medicamentos do Farmácia Popular atualizada 2017

Desde 2004, ano do surgimento do programa, é possível consultar a lista de medicamentos participantes do Aqui Tem Farmácia Popular. A listagem é disponibilizada em  formato PDF, no site que reúne a comunicação oficial do programa.

Facilitamos a pesquisa disponibilizando a relação mais completa e recente com todos os itens do Farmácia Popular, atualizadas para o ano de 2017. Confira:

Listas do Farmácia Popular:

» Medicamentos para venda (copagamento)

» Medicamentos 100% gratuitos

» Fraldas geriátricas

Leia mais ›


Palavras-chave ,
Farmácia Popular



Lista de similares intercambiáveis atualizada 2017

similares-intercambiaveis-atual

Publicada desde 2014, após a exigência da RDC 58/2014, a lista de medicamentos similares sujeitos à intercambialidade tem a finalidade de facilitar o acesso à informação por parte da população e profissionais da saúde.

Considerando a relativa dificuldade em encontrar a lista de medicamentos similares intercambiáveis mais atual, manteremos a listagem mais atual neste post no blog M2Farma, com o intuito de facilitar a pesquisa.

A ANVISA mantém a lista dos intercambiáveis atualizada mensalmente, adicionando mais itens conforme novos medicamentos similares forem registrados e renovados com a análise dos estudos comparativos exigidos.

Confira aqui a lista dos similares intercambiáveis mais recente:  https://goo.gl/Ntzqz8

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Legislação e regulamentações



POPs – Farmácia ou Drogaria – Procedimentos Operacionais Padrão

pops-farmacia-drogaria-anvisa-procedimentos-operacionais-padraoDe acordo com a resolução RDC 44 de 2009 da ANVISA, todas as farmácias e drogarias devem manter o Manual de Boas Práticas Farmacêuticas, específico para o estabelecimento, visando atender ao que é exigido pela lei, de acordo com as atividades realizadas.
O Manual de Boas Práticas Farmacêuticas deve conter os Procedimentos Operacionais Padrão (POPs), referentes, ao menos, às atividades relacionadas a:

– manutenção das condições higiênicas e sanitárias adequadas a cada ambiente da farmácia ou drogaria;
– aquisição, recebimento e armazenamento dos produtos de comercialização permitida;
– exposição e organização dos produtos para comercialização;
– dispensação de medicamentos;
– destino dos produtos com prazos de validade vencidos;
– destinação dos produtos próximos ao vencimento;
– prestação de serviços farmacêuticos permitidos;
– utilização de materiais descartáveis e sua destinação após o uso.

Os POPs devem ser aprovados, assinados e datados pelo farmacêutico responsável técnico. Devem estar previstas as formas de divulgação e treinamento aos funcionários envolvidos com as atividades por eles realizadas, e  revisão periódica dos POPs para fins de atualização ou correções.

M2Farma – Consultoria para Farmácias, facilita essa burocracia técnica ao disponibilizar Manuais de Boas Práticas Farmacêuticas, com todos os procedimentos POPs obrigatórios em drogarias e farmácias,  prontos e desenvolvidos especialmente para Farmácias e Drogarias.
Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Legislação e regulamentações



1º Innovare em Florianópolis – Evento gratuito

O Laboratório Farmacêutico ELOFAR, convida a todos os farmacêuticos, gerentes e atendentes de farmácias de dispensação da cidade de Florianópolis e região para o 1° Innovare.

Um evento gratuito voltado para o profissional que deseja aperfeiçoar sua profissão e, também, adquirir conhecimento para melhor executar seu trabalho diário. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Legislação e regulamentações, Marketing Farmacêutico



Aumento da receita de farmácias perde ritmo, mas cresce 9% no 1° tri

A receita das grandes redes de farmácias cresceu 9,26% no primeiro trimestre deste ano. A taxa desacelerou em relação ao ano passado, segundo a Abrafarma, que representa empresas como Droga Raia e Drogaria São Paulo.

Os itens de higiene e beleza são os principais responsáveis pelo menor ritmo de expansão: houve uma queda de 5,7% das unidades vendidas no acumulado dos últimos dois anos, até março.

No primeiro trimestre de 2017, a receita com o segmento cresceu 3,7% -bastante abaixo das taxas de dois dígitos de um ano atrás. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



Anvisa aprova primeiro teste de farmácia do país para detectar HIV

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o primeiro teste de HIV para venda em farmácias do país.

O produto funciona com a coleta de gotas de sangue, de forma semelhante aos testes já existentes para medição de glicose por diabéticos. Chamado de Action, ele deve custar entre R$ 40 e R$ 60 e chegar ao mercado daqui um mês. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, ANVISA, Marketing Farmacêutico



Farmácia descredenciada ou bloqueada no programa Farmácia Popular, e agora?

Descredenciamento-no-Farmacia-PopularNota sobre o Descredenciamento no Farmácia Popular

O Farmácia Popular é um programa do Governo Federal que tem como objetivo ampliar o acesso da população aos medicamentos considerados essenciais ao tratamento de doenças com maior ocorrência no país. Uma das principais finalidades do programa é beneficiar as pessoas que têm dificuldades para realizar o tratamento por causa do preço dos medicamentos.

A fim de evitar fraudes e abusos, existe a Secretaria Estadual de Auditoria do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (SEAUD/DENASUS), que é o órgão responsável por auditar e fiscalizar o cumprimento das obrigações que a farmácia possui por fazer parte do Programa “Farmácia Popular”.

É importante ressaltar que questões relacionadas aos medicamentos, retenção de cópias da receita médica e dos documentos dos clientes, além da correta propaganda e comunicação da Farmácia podem levar ao descredenciamento, quando não executadas corretamente. Leia um resumo das regras neste link.

 

O que fazer em caso de descredenciamento?

Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Farmácia Popular



EUA pedem que Brasil apresse registro de medicamentos

O Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR, na sigla em inglês) cobrou maior celeridade nos procedimentos para registro de patentes de medicamentos no Brasil num relatório em que mantém o país em lista negativa sobre proteção de propriedade intelectual. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Indústria farmacêutica, ANVISA



0
Conectando
Por favor, aguarde...
Como podemos ajudar?

Envie sua mensagem, logo retornaremos:

* Nome
* E-mail
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

Agradecemos sua visita ao blog e convidamos a conhecer nosso trabalho. Visite www.m2farma.com

Aproveite para cadastrar seu e-mail para receber notícias e promoções:

Fique tranquilo, seus dados estarão em segurança.