A satisfação do paciente pode ser afetada pelas características do paciente e dimensões de qualidade

Um estudo publicado na famosa revista International Journal for Quality in Health Care, buscou examinar a relação entre as características dos respondentes e as dimensões percebidas da qualidade dos cuidados de saúde para a satisfação geral do paciente em atendimento ambulatorial.

No projeto, um questionário sobre a percepção da qualidade da assistência à saúde foi enviado a pacientes em atendimento ambulatorial. Todos os centros médicos no condado de Östergötland (Suécia) foram envolvidos.

Um total de 7.245 pacientes com 20 anos ou mais responderam à pesquisa e forneceram suas próprias avaliações do atendimento.

Leia também: A experiência do paciente é diferencial estratégico dos serviços de saúde

A satisfação global do paciente foi a medida considerada principal como avaliação geral do atendimento no centro médico. A relação entre as características dos respondentes, dimensões de qualidade e satisfação global foi examinada por meio de regressão linear.

Estes foram os resultados gerais:

  • Pacientes mais jovens em atendimento de emergência foram o grupo menos satisfeito (54%);
  • Pacientes mais velhos com excelente estado de saúde foram o grupo mais satisfeito (90%).
  • Pacientes com percepção de melhor estado de saúde e pacientes com menos educação estavam mais satisfeitos do que pacientes com mais educação ou pior estado de saúde.
  • As duas dimensões mais fortemente associadas positivamente à satisfação global foram receber a ajuda médica esperada e ser bem tratado pelo médico.
  • Esperar na recepção sem obter informações correlacionou-se negativamente com a satisfação do paciente.
  • A participação na tomada de decisão médica correlacionou-se positivamente.

Ao usar uma população completa de pacientes, incluindo todos os tipos de especialidades médicas, os autores identificaram um conjunto de características comuns de respondentes e dimensões de qualidade que estão relacionadas à satisfação global em atendimento ambulatorial hospitalar.

Tais dados podem ser úteis para melhor compreensão e melhoria da qualidade dos serviços prestados às diferentes populações.



Qual sua opinião? Deixe seu comentário: