Anvisa quer rastreamento de medicamentos em três anos

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Medicamentos em circulação no País poderão ser rastreados, da fábrica à farmácia, a partir de 2016, segundo proposta apresentada na terça-feira (16) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com a resolução sugerida sobre o tema, a nova regra valerá para todos os medicamentos registrados no órgão, incluindo amostras grátis e cartelas avulsas. Todos deverão ter o “RG dos medicamentos”, um código similar ao de barras, mas com mais informações.

Caberá ao fabricante ou à importadora a tarefa de incluir essa nova informação nas embalagens. O monitoramento do caminho percorrido pelo produto poderá ser feito por meio de sistema informatizado abastecido por fabricantes, distribuidores e farmácias. Está previsto ainda que tal sistema permitirá acesso remoto para a Anvisa.

Fonte: Folha de S.P.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave ,
Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: