Arquivo do blog

Países do Mercosul assinam pacto que pode reduzir preço de remédios em 80%

Compra conjunta irá garantir maior oferta de tratamentos à população dos países que integram o bloco econômico

Medicamentos de alto custo

Outros medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe

Pacto entre ministros da Saúde do Mercosul irá reduzir em até 80% o preço de medicamentos de alto custo. A decisão foi tomada, nesta sexta-feira (16), durante a 40ª edição da Reunião de Ministros da Saúde do Mercosul, realizada na Argentina.

A compra conjunta irá garantir maior oferta de tratamentos à população dos países que integram o bloco econômico.

Alguns medicamentos estão na lista para uma próxima compra conjunta entre os países, como o Eculizumabe, que é um dos medicamentos mais caros e mais demandados, via judicial, no Sistema Único de Saúde (SUS), o Trastuzumabe, Rituximabe e toda a linha dos Mabes, indicadas para o tratamento de artrite reumatóide e câncer.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que, além dessa ação, a pasta tem trabalhado fortemente na política de transferência de tecnologia de produção desses medicamentos para o Brasil.

Ele também reforçou a importância de ações como essa para buscar novas rodadas de negociação com a indústria farmacêutica: “Há uma preocupação em sustentar o complexo industrial farmacêutico de cada país, mas em negociações conjuntas de produtos patenteados, nós podemos conseguir redução muito significativa de preços, como temos conseguido no Brasil”.

Em 2015, o órgão brasileiro realizou, pela primeira vez, a compra do medicamento Darunavir – usado para o tratamento do HIV, junto à Venezuela, Chile, Uruguai, Argentina, Paraguai, Peru e Suriname. Na ocasião, os países conseguiram uma economia de 83% com a negociação realizada. Somente para o Brasil, que já registrava um dos menores preços do bloco, de U$ 2,98 por unidade, a aquisição representou uma redução de U$ 14,2 milhões.

Cooperação

Os ministros da Saúde assinaram, também, documentos para a realização de mecanismos que permitam realizar o intercâmbio para analisar capacidades de vigilância e compartilhar experiências sobre eventos de massa na região para potencializar a capacidade dos países.

Além disso, ficou acordado entre os representantes do setor a importância de priorizar a saúde pública nas negociações de acordos de livre comércio, a adoção de critérios que protejam a saúde pública no exame das solicitações de patentes e de seguir fortalecendo o acesso aos medicamentos genéricos e bioterapêuticos similares, de qualidade, seguros e eficazes.

 

Fonte: Ministério da Saúde


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Lista oficial de fármacos inclui Cannabis

Cannabis entrou para a lista das Denominações Comuns Brasileiras. Regras para importação de canabidiol e registro de medicamento com maconha não mudam.

A Anvisa atualizou a lista das Denominações Comuns Brasileiras (DCB) com a inclusão de 19 novas substâncias entre produtos biológicos, princípios ativos, excipientes e plantas de interesse da indústria farmacêutica. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações



Diabetes: Autorizada primeira insulina biossimilar

Primeira insulina biossimilar do mercado brasileiro deve aumentar as opções de tratamentos para médicos e pacientes.

A primeira insulina biossimilar do Brasil foi registrada pela Anvisa. O produto chamado Basaglar é uma insulina análoga de longa duração administrada por injeção subcutânea. Na prática, o produto é mais uma opção de tratamento para as pessoas com diabetes do tipo 1 e 2. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



EUA pedem que Brasil apresse registro de medicamentos

O Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR, na sigla em inglês) cobrou maior celeridade nos procedimentos para registro de patentes de medicamentos no Brasil num relatório em que mantém o país em lista negativa sobre proteção de propriedade intelectual. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Indústria farmacêutica, ANVISA



Acromegalia ganha tratamento inédito no país

O medicamento Signifor® LP (pamoato de pasireotida) recebeu, nesta segunda-feira (24/4), o registro da Anvisa. O produto é inédito no país e é indicado para o tratamento da acromegalia.

A acromegalia é uma doença que provoca o crescimento exagerado de algumas partes do corpo como as mãos e pés. A doença também pode causar mudanças no rosto das pessoas com a projeção da mandíbula, alargamento do nariz e espaçamento exagerado dos dentes.

Isso ocorre quando a glândula pituitária produz o hormônio do crescimento (GH) de forma irregular e em excesso. Além do crescimento de mãos e pés, outros sintomas da acromegalia são dores de cabeça e alteração da visão, rouquidão, entre outros. A acromegalia é uma doença rara, séria e debilitante que, em 95% dos pacientes, se origina de um adenoma hipofisário secretor de GH, ou seja, um tumor benigno na glândula pituitária.

A acromegalia é semelhante ao gigantismo. A principal diferença é que o gigantismo ocorre durante a infância e a acromegalia surge em pessoas já adultas.

Funcionamento e indicação do Signifor

O princípio ativo do Signifor é o pamoato de pasireotida. O medicamento foi registrado na forma farmacêutica de pó para suspensão injetável, nas concentrações de 20 mg, 40 mg e 60 mg.

O medicamento é indicado para o tratamento de pacientes adultos com nos casos em que a cirurgia do tumor hipofisário foi ineficaz ou não é uma opção viável. O produto é indicado também para pacientes que não estão adequadamente controlados com outros tratamentos disponíveis, como os análogos da somatostatina.

O SIGNIFOR® LP (pamoato de pasireotida) será fabricado pelas empresas Novartis Pharma AG e Synergy Health Däniken AG localizadas na Suíça, e a dona do registro do medicamento no Brasil é a empresa Novartis Biociencias S.A., localizada em São Paulo-SP.

 

Fonte: Portal Anvisa


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Pátria adquire pequena rede de farmácias em Pernambuco

O fundo de private equity Pátria Investimentos adquiriu a rede de farmácias Independente, que tem 24 unidades espalhadas na Grande Recife. Embora considerada pequena, a aquisição faz parte de uma estratégia de consolidação na capital pernambucana, onde o fundo já tem presença neste segmento. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Teste de vacina contra malária começará em países africanos

A vacina contra a malária mais avançada do mundo, mas com efeitos ainda limitados, será testada em grande escala no Quênia, Gana e Malauí, anunciou nesta segunda-feira (24) a OMS (Organização Mundial da Saúde), que espera vacinar 360.000 crianças entre 2018 e 2020.

O programa piloto será testado em três países que já participaram em testes anteriores da mesma vacina, mas em menor escala. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Notícia sobre possível venda faz ação da Hypermarcas subir 4%

Em comunicado ao mercado, empresa afirmou que não hátratativas relativas à venda de participações

As ações ordinárias da Hypermarcas fecharam ontem com a maior alta do Ibovespa, após notícias veiculadas na imprensa de que os principais controladores da companhia – entre eles, João Alves de Queiroz Filho, o Júnior – teriam colocado a empresa à venda. Os papéis encerraram o dia com aumento de 3,83%, a R$ 30,35. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Hypermarcas avalia uma fusão e papel sobe

Uma das maiores farmacêuticas brasileiras, a Hypermarcas está olhando oportunidades de fusão no país, preferencialmente com outro laboratório de capital nacional, apurou o Valor. Segundo uma fonte, a companhia já contratou bancos que podem auxiliá-la em uma eventual operação, entre os quais o Bradesco. Outra fonte comentou que a ideia é buscar um parceiro nacional para a combinação dos negócios. Procurada, a empresa não comentou o assunto.

 

Fonte: Jornal Valor Econômico


Palavras-chave ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Como o mercado reagiu ao reajuste de preços de medicamentos

Opiniões e preocupações do mercado farmacêutico marcam o reajuste abaixo da inflação

As consequências de se ter custos que sobem segundo a inflação e reajustes que não seguem a mesma proporção são muitas. “Na teoria, a prática de projetar uma produtividade alta é forçar o setor a buscar maior eficiência, a produzir com custo menor e repassar isto para o consumidor. Na prática, o que acontece é que existe um limite. Não se consegue reduzir custo por 15 anos seguidos”, opina o diretor da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), Pedro Bernardo. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Reajuste de preço já é visto nas prateleiras

Após a autorização do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), os medicamentos começam a ter seus preços reajustados. Os aumentos já podem ser vistos nas prateleiras, principalmente daqueles produtos de uso contínuo, como os contra colesterol e triglicérides. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Indústria farmacêutica



Aumento das alíquotas de ICMS no Ceará a partir de 2017

Conforme Lei Nº 16.177, de 27 de dezembro de 2016, a alíquota geral do estado do Ceará passará de 17% para 18% no imposto sobre a circulação de mercadorias e serviços (ICMS), a partir de 01 de abril de 2017, quando a medida entrará em vigor.

Dessa forma, de modo a nos antecipar, estamos lançando um manual de instruções para alteração do ICMS, porém, é importante ressaltar, que essa  alteração deverá ser realizada apenas a partir do dia 01/04/2017. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações



Anvisa rejeita patente de droga contra a hepatite C e preços de remédio podem cair

RIO- A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou o pedido de patente do principal e mais eficaz medicamento para tratar hepatite C crônica, o sofosbuvir. A decisão, antecipada pela coluna de Ancelmo Gois no sábado, é um grande passo para que possam surgir genéricos deste remédio e que, por conta da concorrência, os preços caiam. Mas ainda existe mais uma etapa para que esse cenário seja possível: na sequência da decisão da Anvisa, o pedido de patente será enviado ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que analisará a documentação e tomará a decisão final. Embora o Ministério da Saúde tenha determinado prioridade para este caso, não há prazo legal para o INPI apresentar sua resolução. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Indústria farmacêutica



Fórmulas manipuladas conquistam o consumidor brasileiro

Idealfarma, fornecedora de insumos para esse mercado, cresceu 20% em 2016

O mercado de fórmulas manipuladas tem crescido muito nos últimos anos. Segundo dados da Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais – Anfarmag, o segmento cresceu cerca de 73% em 17 anos. Isso porque o consumidor está cada vez mais interessado nas fórmulas personalizadas e criadas para atender suas necessidades específicas. Acompanhando esse crescimento do setor está a Idealfarma, que há muitos anos no mercado farmacêutico dedica-se à fabricação e distribuição de extratos nutracêuticos, fitoterápicos, cápsulas gelatinosas e suplementos. Só em 2016, a empresa registrou um crescimento de 20% em seu faturamento. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Servidores da Anvisa protestam contra mudança de sede

Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fizeram, nesta quinta-feira (9/2), um protesto em frente ao Ministério da Saúde contra a mudança de sede do órgão. Em uma assembleia com direito a carro de som e discursos inflamados, cerca de 50 pessoas questionavam a medida.

Os funcionários deixarão o Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) para ocupar um prédio na 701 Norte, de propriedade do empresário e ex-vice-governador do DF Paulo Octávio. O contrato de aluguel foi firmado via chamamento público, ao custo de R$ 31,2 milhões anuais. Os servidores alegam que não houve transparência na decisão e suspeitam de direcionamento do contrato. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica, ANVISA



Farmácias podem ser obrigadas a coletar medicamentos vencidos

Uma proposição em andamento na Assembleia Legislativa pode obrigar as farmácias e drogarias de Mato Grosso a manter recipientes para a coleta de medicamentos, cosméticos, insumos farmacêuticos e correlatos, deteriorados ou vencidos.

O projeto de lei 05/2017, de autoria do deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), foi lido em Plenário e seguirá para análise da comissão de mérito antes de ser submetido à primeira votação.
Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações



Remédio poderá subir até 5,1% neste ano, diz Interfarma

Depois do aumento autorizado de 12,5% em 2016, os preços de medicamentos no país terão reajuste bem mais baixo neste ano. Segundo cálculo preliminar da Associação Brasileira da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), o aumento mínimo deve ficar entre 1,47% e 1,7% e o máximo, entre 4,87% e 5,1%.

 

Fonte: Jornal Valor Econômico


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Genéricos crescem 163% desde 2010

Os medicamentos genéricos movimentaram R$ 4,7 bilhões no país em 2016, número 13,7% superior ao registrado um ano antes e bem acima do R$ 1,8 bilhão de 2010. O desempenho do último ano ficou acima do aumento de 10,93% na venda geral de medicamentos no Brasil, que inclui remédios de marca e similares, segundo dados fornecidos pela Associação Brasileira de Redes de Farmácia e Drogarias, a Abrafarma. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Novartis investe em nova linha de produção para aumentar em 25% a capacidade fabril de genéricos

A Novartis inaugura este mês uma nova linha de produção de medicamentos sólidos na fábrica de Cambé, no Paraná. Com a nova plataforma, a companhia amplia em 25% a capacidade de produção de medicamentos genéricos sob a marca Sandoz no Brasil. A nova linha fecha um ciclo de R$ 54 milhões em investimentos na expansão e melhoria da planta industrial. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica, Marketing Farmacêutico



Medicamentos devem aumentar 3,4% em abril, estima setor

Reajuste oficial será divulgado pelo governo no dia 31 de março.

BRASÍLIA E SÃO PAULO- O brasileiro vai gastar mais na farmácia a partir de abril. Os medicamentos devem subir, em média, 3,4% nas contas da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma). Os cálculos ainda são preliminares, porque foram feitos com as estimativas para a inflação do mês de fevereiro, já que o índice ainda não foi divulgado oficialmente. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações



0
Conectando
Por favor, aguarde...
Como podemos ajudar?

Envie sua mensagem, logo retornaremos:

* Nome
* E-mail
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

Agradecemos sua visita ao blog e convidamos a conhecer nosso trabalho. Visite www.m2farma.com

Aproveite para cadastrar seu e-mail para receber notícias e promoções:

Fique tranquilo, seus dados estarão em segurança.