Warning: include(/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/setaccess.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 26

Warning: include(): Failed opening '/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/setaccess.php' for inclusion (include_path='.:/opt/alt/php56/usr/share/pear:/opt/alt/php56/usr/share/php') in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 26

Warning: include(/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/sendlead.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 27

Warning: include(): Failed opening '/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/sendlead.php' for inclusion (include_path='.:/opt/alt/php56/usr/share/pear:/opt/alt/php56/usr/share/php') in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 27
Autorizado o reajuste de preços de medicamentos para 2013 - Blog M2Farma - Notícias do varejo farmacêutico brasileiro

Autorizado o reajuste de preços de medicamentos para 2013

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

foto201312295445[1]O mês de março é agitado para o mercado farmacêutico. Tradicionalmente, é neste período do ano que o governo federal, por meio do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), autoriza o reajuste nos preços de medicamentos. Neste ano, o órgão informou que o reajuste máximo será de 6,31%, a ser aplicado a partir do dia 30 de março, conforme resolução publicada no Diário Oficial da União.

O valor máximo do reajuste varia ainda entre três faixas diferenciadas de medicamentos. Os índices são definidos segundo o nível de competição dos medicamentos nos mercados, a partir do grau de participação dos genéricos nas vendas.

De acordo com especialistas, o dólar estável impede reajustes maiores nos preços dos medicamentos. “Temos trabalhado um câmbio desfavorável para a indústria. O governo deveria reconhecer isso e acrescentar um fator de produtividade para o câmbio. Mas isso não ocorre”, avalia o presidente da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogaria (Abrafarma), Sérgio Mena Barreto.

Fonte: Guia da Farmácia

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:


Mercado farmacêutico
0
Conectando
Por favor, aguarde...
Como podemos ajudar?

Envie uma mensagem com sua dúvida, logo retornaremos para você:

* Nome
* E-mail
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: