Cade aprova sem restrições acordo entre Pfizer e AstraZeneca

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

cade acordo pfizer astrazenecaO Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, acordo fechado entre a Pfizer e a AstraZeneca para a comercialização e desenvolvimento de medicamentos utilizados em tratamento de dores de estômago, refluxo e azia que sejam isentos de prescrição, os “MIP” ou “OTC” (Over the Counter).

De acordo com parecer do órgão, o objeto do contrato é o medicamento Nexium, que contém o princípio ativo esomeprazole, e já é comercializado pela AstraZeneca, mas com necessidade de prescrição médica. A Pfizer, por sua vez, detém o conhecimento necessário para o desenvolvimento de medicamentos isentos de prescrição e o interesse em seu desenvolvimento e comercialização no Brasil.

O Cade faz uma análise da participação de mercado de todos os participantes nesse tipo de medicamento, chamado de inibidor da bomba ácida. Com base em dados de 2014, o órgão aponta que a participação das duas empresas está ” bastante abaixo de 20%, o que indica ausência de preocupações concorrenciais”.

O líder de participação no segmento é a Medley, com 15% de volume de vendas e 20% de faturamento. AstraZeneca tem 2% das vendas e 5% do faturamento e a Pfizer, por meio do laboratório Teuto Brasileiro, tem 10% do volume e 5% do faturamento.

Fonte: O Globo

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: