Comprador secreto oferece bilhões para levar DPSP

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

(Texto atualizado em 27/12/2018 às 04:54 pm)

O grupo DSPP, que é dono das redes de drogarias São Paulo e Pacheco, recebeu no final de março uma proposta informal de compra, realizada por meio do escritório Nelson Willians. As informações são da Coluna do Broad, publicada nesta segunda-feira pelo Estadão.

A publicação destaca que a oferta chamou a atenção por ser realizada por um comprador anônimo, que estaria interessado em pagar R$ 25 bilhões pela rede. O valor gerou estranheza no mercado, com o dono da oferta bilionária interessado na aquisição do controle da companhia.

O grupo DPSP é controlado pela família Carvalho, que possui 38% da companhia, além dos ex-donos da Pacheco, que detêm 54%, sendo o restante na mão de minoritárias. No entanto, a família Barata nunca demonstrou interesse em se desfazer do negócio, mas, como ressalta a coluna, nunca uma oferta deste tipo tinha chegado à mesa.

O jornal informa que um possível comprador da rede seria a americana CVS, que é dona da Onofre, que já chegou a negociar a compra do grupo DPSP por R$ 6 bilhões.

Principal concorrente da rede, a Raia Drogasil (RADL3), que têm suas ações negociadas na B3, apresenta quedas sucessivas no ano. Somente em abril, as perdas são de 6,75%, acumulando no ano desvalorização de 23,86%.

Fonte: Estadão

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: