CFF autoriza escrituração de antimicrobianos por outros funcionários da Farmácia

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

(Texto atualizado em 02/12/2013 às 10:26 am)

Segue o comunicado do Conselho Federal de Farmácia, autorizando outras pessoas/funcionários da farmácia, além do farmacêutico, a fazer o envio dos arquivos referentes à escrituração de antibióticos no SNGPC.

A alteração será publicada, em breve, no Diário Oficial da União (DOU).

COMUNICADO DO CFF

​De acordo com a Lei 3.820/60, todas as atividades do farmacêutico, no Brasil, são regulamentadas pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF). Reunido, hoje, em Brasília, o Plenário do CFF, na defesa da assistência farmacêutica – principal atividade do farmacêutico, em farmácias e drogarias – votou pela alteração do Artigo 1º, da Resolução nº 542/2011* e determinou que:

O FARMACÊUTICO PODERÁ ATRIBUIR A ESCRITURAÇÃO DAS RECEITAS DE ANTIMICROBIANOS A FUNCIONÁRIO POR ELE TREINADO E SOB SUA ESTRITA SUPERVISÃO. PORÉM, A CONFERÊNCIA E A TRANSMISSÃO DOS DADOS É ATIVIDADE INDELEGÁVEL DO FARMACÊUTICO.

Walter da Silva Jorge João
Presidente do CFF

Fonte: CFF

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:


Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: