CVM questiona Hypermarcas sobre possível venda da farmacêutica

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) encaminhou à farmacêutica Hypermarcas uma carta solicitando esclarecimentos sobre informações publicadas na imprensa sobre uma eventual negociação para a venda da companhia.

A empresa negou no comunicado a existência de negociações neste sentido. As ações da empresa lideram as altas do Ibovespa hoje. Por volta das 14h40, registravam valorização de 5,47%, a R$ 30,83.

A edição do dia 23 de Abril do jornal “O Globo” informou que João Alves de Queiroz Filho, o Júnior, dono da Hypermarcas, tem três propostas de multinacionais interessadas em comprar a empresa. De acordo com informação publicada hoje pela agência “Reuters”, a Johnson & Johnson, Novartis e Takeda Pharmaceutical estão em negociações com o bloco de controle da Hypermarcas para a compra da companhia.

Famílias donas das empresas de investimentos Igarapava Participações e Maiorem SA de CV, que detêm uma participação combinada de 34% da Hypermarcas, teriam contratado Bradesco e Credit Suisse para assessorar a venda.

 

Fonte: Site Valor Econômico

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: