Etapas de auditoria no Farmácia Popular

Desde 2004, as drogarias e farmácia credenciadas ao Farmácia Popular contribuem para facilitar o acesso à saúde no país. Dessa maneira, até 2020, o Brasil tinha de 35 mil unidades parceiras desse projeto. No entanto, muitos gestores ainda têm dúvidas sobre as etapas de auditoria para farmácia popular.

Neste artigo você conhecerá todas as etapas de uma audiência para farmácia popular.
Como funciona a auditoria das farmácias populares?

Assim, neste artigo, você aprenderá como funciona esse processo de auditoria. Para que a leitura seja ainda mais produtiva, dividimos o textos nos seguintes tópicos:

  • O que é e como funcionam as Farmácias Populares;
  • Etapas de auditoria para farmácias populares:
    • Comunicado de auditoria
    • Relatório preliminar
    • Relatório final

Etapas de auditoria para farmácia popular: o que é e como funcionam as Farmácias Populares

O formato simples é o que garantiu o resultado do projeto.

Com efeito, esses estabelecimentos são resultado de uma parceria entre prefeituras e o Ministério da Saúde.

Inicialmente, os municípios participantes do projeto recebem uma verba para montarem a estrutura da farmácia. Após, continuam recebendo mais subsídio para pagar funcionários e demais despesas.

Assim, os medicamentos oferecidos são custeados em parte pelo governo federal. Dessa forma, a população pode comprar os remédios com desconto de até 85%.

Entenda como funcionam as etapas de auditoria para farmácia popular.
As farmácias populares podem vender medicamentos com até 85% de desconto.

Isso permitiu grande economia em gastos gerados com hospitalização e internamentos.

Agora que você já conhece mais do projeto, saiba como funcionam as etapas de auditoria para farmácia popular. Dessa maneira, acompanhe a leitura com atenção a seguir:

As etapas das auditorias no Farmácia Popular

O processo de auditoria para farmácia popular acontece em duas etapas. A primeira delas é o comunicado de auditoria (CA). Após, segue-se a segunda e última etapa: o Relatório Parcial (RP) e Relatório Final (RF).

Conheça esse guia completo com tudo o que você precisa fazer durante uma auditoria para farmácia popular
O que fazer em cada etapa de uma auditoria de farmácia popular?

Dessa forma, entenda como proceder em cada uma delas:

Etapas de auditoria para farmácia popular: Comunicado de Auditoria (CA)

A primeira etapa da auditoria para farmácia popular é a solicitação da documentação.

Desse modo, nessa, o Ministério da Saúde solicita ao gestor toda documentação correspondente à atividade comercial da farmácia.

Com efeito, esses arquivos podem ser solicitados por correspondência (ofício) ou e-mail.

Dúvidas sobre quais documentos são solicitados? Nos envie uma mensagem clicando aqui! Nós podemos te ajudar.

Logo, após receber o Comunicado de Auditoria (CA), o gestor tem até o prazo 15 dias para respondê-lo enviando toda a documentação solicitada.

Durante a auditoria, a farmácia pode ter suas vendas temporariamente bloqueadas. Após o envio dos documentos, o gestor deve aguardar a segunda etapa:

Etapa 2: Relatório Preliminar (RP)

Após o envio inicial da documentação, o Ministério da Saúde enviará o primeiro relatório: o relatório preliminar. A partir desse documento, você saberá se toda a documentação solicitada foi entregue.

Assim, você será informado caso falte alguma informação ou algum documento precise de revisão.

Por fim, você terá o prazo de 15 dias para resolver todas as pendências com documentação.

Após esse prazo, a auditoria segue para a terceira e última etapa: Relatório Final (RF).

Etapa 3: Relatório Final (RF)

Esse é o resultado final da auditoria. O Relatório Final indica todo o valor contabilizado.

Além disso, o gestor pode contestar esse documento caso encontre falhas no processo de auditoria feito pelo SEAUD (Serviço de Auditoria).

Entre em contato com a M2Farma caso necessite de mais informações sobre auditoria para farmácia popular, estamos preparados para auxiliá-lo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário: