Warning: include(/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/setaccess.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 26

Warning: include(): Failed opening '/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/setaccess.php' for inclusion (include_path='.:/opt/alt/php56/usr/share/pear:/opt/alt/php56/usr/share/php') in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 26

Warning: include(/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/sendlead.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 27

Warning: include(): Failed opening '/home/m2fajonu/public_html/blog//wp-content/plugins/skywork/sendlead.php' for inclusion (include_path='.:/opt/alt/php56/usr/share/pear:/opt/alt/php56/usr/share/php') in /home/m2fajonu/public_html/blog/wp-content/themes/responsive/header.php on line 27
Farmacêuticos podem prescrever medicação! - Blog M2Farma - Notícias do varejo farmacêutico brasileiro

Farmacêuticos podem prescrever medicação!

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

farmacêuticos-autorizados-prescerver-medicamento

Medida foi publicada no Diário Oficial da União

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) publicou nesta quarta-feira (25), no Diário Oficial, a resolução que autoriza a prescrição farmacêutica para medicamentos sem tarja de restrição ao consumo. Em entrevista à Rádio Nacional da Amazônia, o vice-Presidente do CFF e mestre em Saúde Pública e Professor de Saúde Pública da Universidade Estadual de Ponta Grossa (PR), Valmir de Santi, falou sobre o porquê da mudança.

“A ideia é fazer maior controle sobre o uso desses medicamentos. Por serem voltados para sintomas menores, como gripe e dores de cabeça, muitas vezes atrapalham um diagnóstico maior ou mascaram uma doença. Ao fazer a prescrição na farmácia, será possível garantir uso adequado e, inclusive, avaliar a necessidade da procura médica”, explica.

A resolução também aborda outro aspecto importante, envolvendo doenças crônicas. A exemplo do que ocorre em diversos países, o órgão gostaria que, a partir de um diagnóstico médico, que detectasse a necessidade de um tratamento contínuo, que a renovação da receita e o acompanhamento do tratamento pudessem ser feitos também pelo farmacêutico.

“O envelhecimento da população provou o aumento de doenças crônicas e sobrecarregou o sistema de saúde. Precisamos passar para outros profissionais a possibilidade de, uma vez tendo o diagnóstico médico da patologia, possa se fazer acompanhamento por meio do farmacêutico”, defenda de Santi. Esta segunda fase do projeto de alterações do CFF ainda não entrou em vigor, pois depende de uma mudança de Portaria do Ministério da Saúde. Processo semelhante foi realizado em benefício da classe de enfermagem, que passou a ser autorizadas a fazer algumas deliberações sem respaldo obrigatório do médico.

 

Fonte: Guia da Farmácia

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico
0
Conectando
Por favor, aguarde...
Como podemos ajudar?

Envie uma mensagem com sua dúvida, logo retornaremos para você:

* Nome
* E-mail
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: