Farmácia estética é um novo ramo a explorar na área da saúde

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Ubimar Velasco é professor de Cosmetologia da UVAUma área toda a ser explorada. A resolução do Conselho Federal de Farmácia, publicada em 2015, que libera os profissionais a atuar no campo da estética criou uma nova profissão: o farmacêutico esteta. E, assim, abriu possibilidade para novos profissionais conquistarem espaço no mercado de trabalho.

— O mercado vai absorver muitos profissionais. Mas é importante que as pessoas se qualifiquem — afirmou Ubimar Velasco, farmacêutico e professor do programa de pós-graduação de Estética e Cosmetologia da Universidade Veiga de Almeida (UVA).

O caminho até lá começa na faculdade de Farmácia. Depois, são necessários cursos que complementem a forma- ção, como pós-graduações ou cursos livres para técnicas mais simples, como massagens ou limpeza de pele.

— Começamos a ser mais procurados quando fomos liberados para fazer procedimentos, como a aplicação de botox — conta Celina Cristiane Lis, farmacêutica especializada em Tecnologia de Cosméticos da Buona Vita Cosméticos Científicos.

A profissional afirma que o farmacêutico esteta faz qualquer tipo de procedimento facial ou corporal, como massagens, clareamentos e tratamentos contra acne. Ela afirma que nem a crise atrapalhou o crescimento da área:

— Afetou um pouco. Mas o maior número de homens procurando tratamentos esté- ticos compensou. Quanto mais personalizado o atendimento, mais difícil os clientes abandonarem o tratamento.

 

 

Área tem vantagem competitiva

Os farmacêuticos explicam que a área tem uma vantagem competitiva dentro da estética. Celina conta que o conhecimento de fisiologia (área da biologia que estuda o corpo humano) facilita na hora de escolher os produtos que o paciente deve usar, levando em consideração a interação que eles terão no organismo do cliente.

— Assim, a gente consegue associar da melhor maneira possível o cosmético mais apropriado para o problema que temos que tratar — conta a profissional.

O professor Ubimar Velasco lembra que o farmacêuticos é o profissional que cria os próprios cosméticos e, assim, consegue receitar seu uso de forma mais eficaz. Além disso, o farmacêutico esteta tem a possibilidade de produzir formas de tratamentos diferentes.

— Quem tem capacidade de criar tem espaço garantido. Se você consegue melhorar um produto, um procedimento, o mercado é seu — afirmou o professor.

De acordo com Ubimar, um profissional recém-formado na área consegue um trabalho com salário inicial de até R$ 4 mil para uma carga horário de 40 horas.

—O mercado está escancarado. Mas, como em qualquer outra área, tem que ter competência. E, para isso, precisa estudar — aconselha. s

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:


Mercado farmacêutico
0
Conectando
Por favor, aguarde...
Como podemos ajudar?

Envie uma mensagem com sua dúvida, logo retornaremos para você:

* Nome
* E-mail
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: