Genéricos representam 23,7% do faturamento de indústrias farmacêuticas

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

genéricos  faturamento industria farmaceuticaÉ o que aponta levantamento exclusivo da PróGenéricos

As vendas de medicamentos genéricos responderam por 23,7% do faturamento das 10 maiores indústrias farmacêuticas em operação no Brasil. É o que aponta levantamento exclusivo da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (PróGenéricos), que analisou os dados de mercado dessas empresas entre janeiro de 2014 e janeiro de 2015.

“Estamos falando não apenas dos principais players do mercado de genéricos, mas das maiores farmacêuticas do País. Trata-se de um segmento altamente competitivo, em que se ganha com escala e um processo contínuo de aumento da confiança de médicos e consumidores. Por essa razão, se dá a concentração do mercado entre grandes empresas”, afirma a presidente executiva da entidade, Telma Salles.

Os genéricos têm peso importante no faturamento da maior empresa farmacêutica do País, a EMS – 37,93% do faturamento da companhia é fruto da venda de genéricos. Na segunda colocada do ranking, a Hypermarcas, os genéricos respondem por 23,5%, enquanto que na Sanofi, a terceira maior empresa em operação no Brasil, os genéricos respondem por 32,94%.

Fonte: IN – Investimentos e Notícias

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica
0
Conectando
Por favor, aguarde...
Como podemos ajudar?

Envie sua mensagem, logo retornaremos:

* Nome
* E-mail
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

Agradecemos sua visita ao blog e convidamos a conhecer nosso trabalho. Visite www.m2farma.com

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e convênios PBMs: