Os melhores sistemas para farmácia ou drogaria

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

(Texto atualizado em 11/01/2018 às 03:50 pm)

A função principal do sistema em uma farmácia ou drogaria é registrar as vendas, controlar o que foi vendido e arrecadado o fluxo de caixa e também de estoque. Sabemos que administrar uma farmácia vai muito além disso. Para atender um público cada vez mais exigente os processos aumentaram.

Os sistemas de gestão também evoluíram, oferecendo um detalhismo maior de controle da empresa em geral, funcionando como um espelho que registra tudo que acontece. Controle traz maior assertividade na tomada de decisões. O mercado oferece muitas opções de sistemas e a escolha entre as diferentes alternativas deve ser realizada levando-se em considerações aspectos importantes:

Sistema específico para Farmácias

Este é o principal ponto a ser considerado. O software escolhido deve ser um sistema que tenha sido criado especificamente para a gestão e realidade das farmácia e drogarias.

Vemos no varejo farma um índice considerável de empresas que ainda usam sistemas genéricos, criados para registro de vendas e estoque apenas, focados em outros tipos de comércio. Para o bom funcionamento, é extremamente importante ter um sistema específico para atividade farmacêutica.”

Podemos citar alguns exemplos de sistemas criados exclusivamente para o varejo farmacêutico: TRIER, VSM Ourofarma, Gestcom drogarias, RCA, Sysfar, SoftPharma, Big Sistemas, Linx, entre outros.

Disponibilidade de equipe técnica e suporte

O quão disponível é a equipe técnica do sistema que você está avaliando, para os devidos suportes? Uma certeza é a necessidade de manutenção ou até mesmo auxílio na operação do sistema. Não é comum a farmácia contar com um funcionário com este tipo de conhecimento técnico, por isso este deve ser um serviço prestado pela empresa do software.

Percebemos que muitos proprietários de farmácias acreditam que terão um suporte melhor pelo simples fato ter um representante de venda do sistema presente pessoalmente. Cuidado! Isso não significa um suporte efetivo necessariamente.

Com a tecnologia atual não existe a mínima necessidade da visita in loco para prestação do suporte técnico. Através de conexão remota, por exemplo, um técnico pode suprir totalmente sua demanda. Um atendente bem instruído, através do telefone, é capaz de treinar e orientar com excelência.

Questione os fornecedores de software sobre como funciona o suporte que será oferecido, qual o tempo de espera para solução de problemas

 

Funcionalidades do sistema

Quais funcionalidades o sistema oferece, ou seja, quanto ele te ajudará na administração da farmácia? E quais funcionalidades você realmente precisa ou fará uso?

Essas são questões importantíssimas a serem consideradas. Hoje as opções vão desde um simples controle de estoque até aplicativos para celular que permitem o responsável acompanhar o funcionamento total da sua empresa à distância.

Dentro das funcionalidades temos as homologações disponíveis. São na verdade módulos que funcionam como aplicativos, permitindo o sistema operar convênios e sub-sistemas específicos do ramo varejo farma, como por exemplo:

  • Farmácia Popular: Uma vez que a farmácia foi credenciada ao programa Farmácia Popular, o sistema de vendas utilizado pela empresa deve ser homologado com o governo, para que possa operar e vender pelo convênio, permitindo o controle específico de preços e estoques.
  • Convênios PBMs: O sistema deve estar apto para aceitar os diversos autorizadores que permitem atuar com os convênios de desconto dos laboratórios, conhecidos como PBMs. Após o credenciamento da farmácia devem serem feitas as instalações e configurações, ajustando o sistema para gerar as reposições corretamente.
  • SNGPC: Caso a farmácia ou drogaria realize vendas de medicamentos controlados, é necessário comunicar à ANVISA a movimentação desses produtos, através do SNGPC. O sistema escolhido deve possuir essa interação com o SNGPC, para que o registro das informações dos produtos controlados aconteça de forma automática e simples, sem necessidade de um segundo software.

Ao final da pesquisa pelo melhor software para sua farmácia, após analisar todas as opções disponíveis no mercado, provavelmente o responsável pela decisão terá mais de uma opção em mente. Nesse ponto, se elas atendem todos os pontos anteriores, aí sim o custo x benefício deve ser levado em conta.

A escolha correta para o software é aquela que oferece todas as soluções necessárias para realidade de sua loja, e que também possua um custo justo e dentro do orçamento da farmácia.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , , ,
Marketing Farmacêutico

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: