Suspensos produtos saneantes sem autorização da Anvisa

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Como medida de interesse sanitário, Anvisa suspendeu diversos produtos saneantes em todo o território nacional.

A Anvisa determinou a suspensão da fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso de produtos de limpeza em todo território nacional. O motivo da suspensão é que as fórmulas que estavam sendo comercializadas não correspondem às registradas pelas empresas JJ Guimarães de Limpeza e Transportes Ltda e Lowest Indústria Química Eireli:

Os produtos suspensos são:

Lowest Indústria Química Eireli JJ Guimarães Produtos de Limpeza e Transportes
Água sanitária Lowest Facimol JJ Guimarães
Desinfetantes Lowest: Fresh lemon, Pinho, Lavanda, Brisa do mar e Floral Água sanitária JJ Guimarães
Sabotes líquidos de todas as fragrâncias Lowest Facimol JJ Guimarães
Pasta mecânica 1 e 2kg Lowest Desengordurante JJ Guimarães

De acordo com as resoluções publicadas nesta sexta-feira (20/01) as empresas responsáveis pelos produtos deverão recolher o estoque existente no mercado.

Naftalina irregular

A Anvisa proibiu a comercialização do produto Naftalina em Bolas Santo Antônio. O saneante não possuía registro e a empresa fabricante, a Indústria de Velas Santo Antônio, não possuía Autorização de Funcionamento junto à Agência.

Além da proibição da fabricação, distribuição, divulgação e uso do produto, a Anvisa determinou a apreensão do estoque existente no mercado.

As medidas sanitárias foram publicadas na página da Imprensa Nacional.

 

Fonte: ANVISA

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:


ANVISA

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: