Arquivo do blog

EMS lança primeiro anti-inflamatório nanomolecular do Brasil

PFARMA

(Texto atualizado em 30/03/2021 às 04:27 pm)

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, anuncia o lançamento do Bexai, o primeiro anti-inflamatório com nanopartículas do Brasil, uma tecnologia inovadora que deve revolucionar o tratamento para a dor. Com uma dosagem menor, garante a mesma eficácia e potência que os medicamentos com doses mais altas no mercado no combate à dor aguda, inflamação e osteoartrite, com menos efeitos colaterais. A previsão de chegada ao mercado do produto, cujo desenvolvimento está alinhado à missão da companhia de cuidar das pessoas, é a segunda quinzena de agosto. Por meio desse e de outros três medicamentos de inovação incremental a serem lançados ainda este ano, a Unidade de Prescrição Médica da EMS prevê faturar R$ 2,2 bilhões até o final de 2020.

Criado sob o conceito norte-americano The Science of Less, que significa “quantidade mínima e máxima efetividade” da medicação, o Bexai traz mais segurança para o paciente no uso prolongado. “A tecnologia deste medicamento é única e faz parte da Medicina do futuro, pois trabalha com partículas ultramicronizadas que oferecem uma dissolução muito mais rápida no organismo e garantem o alívio da dor aguda, trazendo eficácia analgésica e anti-inflamatória com baixíssima dose. Com essa novidade, podemos dizer que estamos inaugurando uma nova era dos anti-inflamatórios não-esteroidais ou AINEs”, explica Joaquim Alves, diretor da unidade de negócios de Prescrição Médica da EMS.

O laboratório prevê, ainda, o lançamento de mais três medicamentos inovadores na área de Prescrição Médica desenvolvidos pelo próprio Centro de Pesquisa & Desenvolvimento da companhia no Brasil, o mais moderno da América Latina. Os fármacos, que atenderão diversas classes terapêuticas, como neurologia e ortopedia, irão ampliar o escopo de possibilidades de tratamentos para a classe médica e o acesso dos pacientes à saúde. Cerca de R$200 milhões estão voltados para essa ampliação de portfólio.

Essa é a primeira vez que 40% dos lançamentos desta unidade de negócios são inovações, consolidando um processo iniciado em 2013 com suas iniciativas pioneiras em inovação incremental para a área de Prescrição Médica.

Para o triênio 2021-2023, a EMS prevê alcançar o percentual de 60% a 70% de lançamentos inovadores no portfólio de Prescrição. Para atingir esse patamar, a empresa seguirá aportando em estudos clínicos. São mais de 50 novos produtos em diversas etapas de desenvolvimento, que chegarão nos próximos 2 a 5 anos ao mercado.

Além dos lançamentos inéditos e exclusivos em inovação incremental, a EMS apresentará ao mercado, ainda em 2020 outros seis medicamentos também na área de Prescrição, para tratamento de hipertensão, alívio dos sintomas gastrintestinais, deficiência e manutenção de vitamina D3, tratamento e prevenção de náuseas e vômitos, tratamento de infecções das vias aéreas superiores e inferiores e de infecções de pele e tecidos moles.

Representatividade

A EMS está entre os três principais laboratórios nacionais em Prescrição Médica no Brasil (fonte: IQVIA) e conta com um portfólio de cerca de 80 medicamentos e mais de 250 SKUs nesta categoria. Os produtos que são carros-chefes da empresa no segmento, como Patz SL e Toragesic–medicamentos inovadores -, faturam acima de R$ 150 milhões anuais cada um. Além deles e de Bexai, o Nivux, apresentado à classe médica no final de 2019, é considerado uma das grandes iniciativas da companhia para este ano. Desenvolvido pelos pesquisadores do laboratório, é um potente anti-inflamatório em conjunto com a ação gastroprotetora de um inibidor de bomba de prótons, uma associação de nimesulida com pantoprazol que atua no combate à inflamação e na proteção gástrica simultaneamente.

Nivux trouxe um enorme impacto em todo o mercado de anti-inflamatórios, grupo de medicamentos mais utilizado no mundo, que, só no Brasil, fatura R$ 2,5 bilhões/ano. Além de toda a classe de AINEs, impacta diretamente o mercado de nimesulida (R$ 1,1 bi/ano), que é o anti-inflamatório mais consumido e prescrito do país, trazendo mais segurança e proteção para todos os milhões de pacientes que consomem esse medicamento. A expectativa é que o produto fature R$ 50 milhões já em seu segundo ano de comercialização.

A área de Prescrição da empresa faturou R$ 1,7 bilhão em 2019 e representa 9,2% do mercado brasileiro de Prescrição Médica dos Laboratórios Nacionais (Fonte: IQVIA – MAT PF Dezembro 2019). No ano passado, o mercado total de Prescrição evoluiu cerca de 9%. Para 2020, a previsão da unidade é crescer 20% em faturamento.


Palavras-chave , , , , , , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





EMS inova e lança sistema de propaganda médica digital

EMS inova e lança sistema de propaganda médica digital

Proposta é adotar formatos virtual e presencial ao mesmo tempo, chegando a um modelo híbrido diferenciado de abordagem no Brasil

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, processos corporativos ligados ao digital, que estavam em fase embrionária ou mesmo em planejamento, tiveram seu desenvolvimento e implementação acelerados, principalmente no setor de saúde. Na EMS não foi diferente. Uma dessas soluções era a propaganda médica virtual, que estava em estudo na empresa, mas, por conta da nova realidade de isolamento social, acabou sendo antecipada e implementada em um tempo recorde de duas semanas, tendo recebido aporte de R$500 mil em investimentos.

Em parceria com a Close-Up, auditoria mundial da área de Prescrição Médica, a nova visitação médica eletrônica permite ao propagandista apresentar ao profissional de saúde as novidades da farmacêutica sem nenhum dos dois precisar se deslocar, assim, conferindo um novo ritmo ao processo com um todo. A ferramenta foi customizada pela e para a empresa e é integrada ao sistema já utilizado pelo laboratório para gestão das visitas físicas, o que vai permitir que as ações se complementem, de modo que os formatos digital e presencial passem a coexistir, em um modelo híbrido e inovador de abordagem em propaganda médica no Brasil.

“Mantemos o nosso compromisso de apresentar ao mercado soluções diferenciadas para o setor e, mais uma vez, a EMS está na vanguarda dos processos farmacêuticos, pretendendo se consolidar também no universo digital. Apesar do tempo recorde, tudo foi feito com muita cautela e planejamento para que a nova proposta seja assertiva e garanta que os nossos quase dois mil colaboradores da área de propaganda médica acompanhem essa revolução digital de maneira segura. O colaborador entendeu que o processo digital não é uma tecnologia de substituição e sim de complementação”, afirma Joaquim Alves, diretor da unidade de negócios de Prescrição Médica da EMS.

Propaganda médica digital

O ambiente virtual pode ser acessado por meio de qualquer dispositivo com conexão de internet, e já está em uso há 6 semanas por gerentes distritais e regionais da EMS, que têm estabelecido contato com médicos, bem como formadores de opinião, das principais cidades de vários Estados brasileiros. O sistema se destaca também pela segurança. Cada “visita” gera um código individual e o médico só consegue acessar a sala de conferência com o propagandista por meio dessa “chave de entrada” única. Novas abordagens de comunicação, oferecendo conteúdos que despertem o interesse do médico e criem maior engajamento, são uma parte importante das mudanças que ocorrerão com essa nova plataforma.

 “Ampliamos o nosso olhar, fomos além do setor. Buscamos inspirações em segmentos tecnologicamente a frente do nosso, do ponto de vista de inovação digital. Aproveitamos os ensinamentos e os adaptamos para o ramo farmacêutico. Assim, pretendemos incrementar a área de propaganda médica com o aval e engajamento dos próprios profissionais de Medicina, nas mais diversas especialidades, ganhando um diferencial competitivo no mercado”, complementa Joaquim Alves.

A expectativa é aumentar o alcance do laboratório, que hoje atinge entre 30% e 40% dos 530 mil médicos do País e, desse modo, levar de maneira ágil e interativa ainda mais soluções inovadoras à classe médica, além de ampliar o acesso da população à saúde.  Com esse novo modelo de trabalho, a média de visitas médicas por mês deve aumentar em 20%.

EMS realiza live no Dia do Genérico 

Foto e fonte: EMS


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Bex Experience da EMS terá show do DJ Alok e lançamento do Bexai

Bex Experience da EMS terá show do DJ Alok e lançamento do Bexai

A EMS promoverá no próximo dia 25 de setembro, sexta-feira, às 20h30, o BEX Experience – Desenhando o futuro dos anti-inflamatórios (Bexai) –, um evento on-line exclusivo com show do DJ Alok. O encontro é restrito à classe médica e profissionais ligados à área da saúde, entre eles, o varejo farmacêutico brasileiro, que é de extrema importância para a companhia.

O grande objetivo da Live é comemorar o lançamento de Bexai, o primeiro com nanopartículas do Brasil, uma tecnologia inovadora para o tratamento da dor. Criado sob o conceito norte-americano The Science of Less, que significa “quantidade mínima e máxima efetividade” da medicação, o medicamento traz mais segurança para o paciente no uso prolongado. A tecnologia faz parte da Medicina do Futuro, pois trabalha com partículas ultramicronizadas que oferecem uma dissolução muito mais rápida no organismo e garantem o alívio da dor aguda, trazendo eficácia analgésica e anti-inflamatória com baixíssima dose.

Dez minutos antes do show começar, às 20h20, o Diretor de Inovação do Grupo NC, Pedro Dias, fará uma apresentação de todos os projetos inovadores em andamento na EMS. “Será uma pílula de muito conteúdo e é uma honra que os varejistas estejam conosco neste momento especial”, diz o executivo.

O acesso será feito única e exclusivamente por meio de identificação individual e intransferível a partir do cadastro eletrônico que deverá ser feito previamente.

Enquanto o dia do evento não chega, o Alok preparou uma playlist especial para você curtir!

______________________________________________________________
Serviço

Inscrições: bexexperience.com.br/varejista

Data do evento: 25 de setembro de 2020

Horário: 20h20 (pílula de conteúdo projetos EMS) / 20h30 (início do show)


Palavras-chave , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





EMS segue em busca de ativos no exterior

(Texto atualizado em 13/06/2019 às 01:46 pm)

Quase um ano depois de chegar à Europa com a aquisição de um laboratório farmacêutico na Sérvia, a brasileira EMS segue em busca de ativos no exterior para dar escala a sua operação internacional. Desta vez, a empresa do grupo NC está na disputa pela unidade de genéricos da israelense Teva com sede na Islândia, a Medis, segundo fontes com conhecimento do assunto.

Há cerca de um mês, a Bloomberg informou que, além da brasileira EMS, estavam no páreo pelo ativo a farmacêutica sueca Recipharm e fundos de private equity, em uma transação que poderá girar entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão. O Valor apurou que as conversas prosseguem e a EMS segue entre as interessadas no ativo. Procurada, a farmacêutica brasileira informou que não comenta rumores de mercado.

Maior fabricante de genéricos no mundo, a Teva anunciou em agosto do ano passado que estava em busca de um comprador para a Medis, como parte da estratégia de vender ativos para redução de dívida. A Medis foi incorporada pela farmacêutica israelense com a compra da Actavis, negócio de genéricos da Allergan, concluída em agosto de 2016. No Brasil, o plano de venda de ativos da Teva resultou na transferência da Actavis Brasil para a Biolab.

A Medis, que desenvolve medicamentos genéricos para outras companhias farmacêuticas, tem operações e fábricas na Islândia, Alemanha, França, Espanha, Itália, Polônia, Brasil e Austrália. A expectativa, segundo a Bloomberg, é de fechamento de uma potencial transação ainda em 2018.

No início do ano, a farmacêutica brasileira, que lidera o mercado de genéricos, fez uma oferta pela Zentiva, pela unidade europeia de medicamentos genéricos da Sanofi. No entanto, o negócio ficou com a gestora Advent International, que concluiu a aquisição da Zentiva em 30 de setembro por 1,9 bilhão de euros, em valor de empresa. Meses antes, a EMS havia vencido uma licitação pelo laboratório estatal sérvio Galenika, mediante investimento de 46,5 milhões de euros. Depois dessa compra, a brasileira teria voltado as atenções a novas oportunidades na Europa.
Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , ,
Indústria farmacêutica





Incêndio destrói parte da fábrica da EMS em Hortolândia

Incêndio destrói parte da fábrica da EMS em Hortolândia

Um incêndio destruiu parte da fábrica de medicamentos da EMS, localizada em Hortolândia, interior de São Paulo, no último sábado, 20 de outubro. Em comunicado divulgado no domingo, a empresa informou que o incêndio não afetará a distribuição de medicamentos ao mercado. O complexo de Hortolândia possui duas plantas fabris independentes e a instalação responsável pela maior parte da produção não foi atingida e as atividades já deverão ser retomadas nesta segunda-feira, 22 de outubro. O impacto na outra planta ainda está sendo avaliado. Leia mais ›


Palavras-chave ,
Indústria farmacêutica





Laboratório EMS solicita registro no FDA de seu primeiro produto nos EUA

(Texto atualizado em 12/11/2018 às 09:43 am)

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, por meio da Brace Pharma – braço de inovação disruptiva (radical) da empresa nos Estados Unidos -, submeteu, no final de julho, seu primeiro produto para a aprovação do FDA (Food and Drug Administration), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. Trata-se do GeNOsyl® Advanced Delivery System (ADS), device portátil de uma nova geração de óxido nítrico inalatório voltado ao tratamento da hipertensão pulmonarresistente em recém-nascidos, síndrome com taxa de mortalidade chegando a 33% dos pacientes afetados. O dossiê foi submetido em parceria com a biofarmacêutica americana Vero Biotech, na categoria New Drug Application (NDA).

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações, Marketing Farmacêutico





EMS vence o prêmio Valor 1000 na categoria Farmacêutica e Cosméticos pela terceira vez consecutiva

ems premio valor 1000 farmaceuticaA EMS foi nomeada tricampeã da categoria Farmacêutica e Cosméticos pelo conceituado Valor 1000, anuário do Valor Econômico que lista as mil maiores empresas do País. O evento aconteceu na noite de segunda-feira (24) no Hotel Unique, em São Paulo (SP).

Para o vice-presidente Institucional da EMS, Marcus Sanchez, que recebeu o prêmio ao lado do presidente Luiz Borgonovi, a conquista do tricampeonato confirma a força e consistência do laboratório. Ganhar pela primeira vez o Valor 1000 em 2013 foi um grande orgulho para a EMS. Este terceiro título consecutivo é ainda mais importante, pois reforça que estamos no caminho certo, investindo em inovação e garantindo o acesso a terapias que contribuam para melhorar a qualidade de vida da população, afirma. Esse reconhecimento é resultado do trabalho de nossos mais de cinco mil colaboradores, que estão engajados com a nossa missão, que é cuidar das pessoas, completa.

Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica





Setor farmacêutico brasileiro cresce 15% em relação a 2014

hypermarcas ems sanofiEntre as empresas que mais contribuíram em vendas estão a EMS, Hypermarcas e Sanofi.

O setor farmacêutico brasileiro cresceu 15,01% de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2014, movimentando R$ 55,89 bilhões, segundo levantamento da IMS Health.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica





Laboratório EMS coloca produto líder de vendas no Brasil à venda na Europa

laboratorio-EMS-exporta-inicia-exportacao-medicamento-brasileiro-gerovital-poli-vitaminico-na-europa-portugalLaboratório começou a exportar para Portugal o Gerovital, que é um polivitamínico e polimineral líder de vendas da EMS no Brasil.

​A EMS, maior laboratório farmacêutico do País, deu mais um passo em sua estratégia de crescer no mercado europeu.

A empresa começou a exportar para Portugal o Gerovital, que é um polivitamínico e polimineral líder de vendas da EMS no Brasil.
Nos próximos três anos, a empresa planeja ter 20% do mercado europeu neste segmento, avaliado em 49 milhões de euros.

Em território brasileiro, o produto já detém 21% de market share entre polivitamínicos com minerais.
Em 2005, a EMS foi a primeira farmacêutica brasileira a exportar medicamentos para a Europa.
A estratégia com o Gerovital é entrar por Portugal mas alcançar outros mercado no continente.

Fonte: O Estado de São Paulo


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: