Arquivo do blog

Riscos do adiamento de exames preventivos durante a quarentena

Riscos do adiamento de exames preventivos durante a quarentena

(Texto atualizado em 16/02/2021 às 12:07 pm)

Especialistas explicam a importância do diagnóstico precoce para tratamentos de câncer efetivos, mas reforçam necessidade de avaliar riscos locais

A pandemia causada pelo coronavírus tem gerado a sobrecarga de prontos-socorros e UTIs ao redor do país. Por conta da sua duração, seu impacto vai muito além, podendo impactar no diagnóstico de outras doenças pelo adiamento dos exames de rastreamento.

Como observou a Dra. Maria Ignez Braghiroli, diretora da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), o comportamento dos pacientes mudou visivelmente na quarentena: “Tanto no setor privado, quanto no SUS, é significativa a queda na realização de exames de rastreamento de câncer. Em abril, a taxa de ausência ficou em torno de 50% no privado, e acreditamos que ainda mais alta no SUS, já que a maior parte dos hospitais públicos estão voltados ao atendimento dos casos de coronavírus”.

Os riscos no adiamento dos exames preventivos são reais. O atraso pode causar o diagnóstico tardio de diferentes tipos de câncer, podendo impactar no tratamento. “É fundamental não desprezar sintomas que fujam da normalidade, como dores, inchaços, nódulos, manchas, perda de peso inesperada, dificuldade na cicatrização de feridas, bem como a presença de sangue nas fezes ou na urina. Esses sintomas são alertas de que algo pode estar errado. Por isso, é importante procurar um médico, que avaliará a necessidade de fazer o exame preventivo durante a quarentena ou não”. alerta Dra. Ignez.

Exames preventivos

O acompanhamento médico e a rotina de exames são estratégias para prevenir ou diagnosticar precocemente tumores, aumentando as chances de cura dos pacientes. A Dra. Ignez reforça o papel dos médicos na avaliação de cada um de seus pacientes durante a pandemia. “Independentemente da especialização, é crucial que cada médico mantenha uma avaliação contínua e individual de seus pacientes. Levando em conta a apresentação de sintomas, local de residência e histórico de exames, definindo quando é necessário fazê-los novamente, para evitar diagnósticos tardios, mas também proteger os pacientes de contaminação”.

Caso seja crucial manter as consultas e a regularidade dos exames preventivos, como a mamografia, tomografia, colonoscopia, exame de sangue, entre outros,  a SBOC destaca a importância de seguir as recomendações das organizações de saúde para evitar contaminação pelo coronavírus e está atualizando regularmente uma seção do site criada orientar oncologistas, pacientes e a sociedade com informações confiáveis e de qualidade.

Fonte: SBOC


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Farmácias já oferecem mais de 20 exames rápidos à população

PFARMA

(Texto atualizado em 18/11/2020 às 08:21 pm)

Soluções tecnológicas da Clinicarx permitem implementar salas de atendimento para oferta de serviços clínicos.

As farmácias brasileiras já estão oferecendo mais de 20 tipos de exames e testes rápidos por meio de soluções tecnológicas como as da startup Clinicarx. A plataforma digital especializada em serviços de saúde disponibiliza uma solução completa de implantação de serviços farmacêuticos, gestão, consultoria, marketing, protocolos, treinamento e laboratório clínico de apoio para estabelecimentos que desejam implementar salas de atendimento clínico.

Os testes já estão disponíveis para mais de 2.300 farmácias e podem auxiliar os estabelecimentos em mais de 2 milhões de atendimentos feitos anualmente. “Além de representar uma alternativa mais econômica para o consumidor, contribui para o rastreamento da saúde populacional e garante o acompanhamento clínico de pacientes com doenças crônicas”, garante Cassyano Correr, fundador e CEO da Clinicarx.

As opções de serviços incluem exames beta-HCG, perfil lipídico, hemoglobina glicada, PSA, além de testes rápidos para doenças infecciosas, como dengue, hepatite C, sífilis, influenza, Covid-19 e HIV. São dezenas de exames padronizados, cobrindo as melhores metodologias e fornecedores do mercado, o que garante mais segurança e confiabilidade.

Ampliação e legislação

Recentemente, parcerias entre a startup e fornecedores como Abbott, ECO Diagnóstica e MedLevensohn, entre outros, permitiram a execução segura de testes da Covid-19 em milhares de farmácias de todo país. A Clinicarx foi destaque por sua atuação durante a pandemia, disponibilizando treinamento gratuito, chatbot para pacientes, ferramentas de triagem clínica e protocolo de testagem rápida para mais de 20 mil profissionais farmacêuticos.

Os estabelecimentos interessados solicitam à Clinicarx a ativação do serviço e recebem todo o suporte para implantação, incluindo software, aplicativo mobile para o paciente e conectividade com o laboratório clínico para emissão de laudo. Os profissionais de saúde também são contemplados com treinamento e suporte técnico-científico. As farmácias adquirem os equipamentos e insumos diretamente dos fornecedores.

Os testes rápidos são aqueles realizados fora da área de um laboratório, no ponto de atendimento do paciente e com uso de equipamentos portáteis, com resultado e laudo rápido a partir de pequenas quantidades de amostra biológica. Esses serviços são respaldados pela Lei n° 13.021/2014, Resolução CFF 585/2013 e RDC 302/2005 da Anvisa. Atualmente, a Anvisa prepara uma nova RDC que irá ampliar essa prestação de serviços, tanto em farmácias, como em consultórios e clínicas.


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Clinic Farma passa a aplicar vacinas e fazer exames laboratoriais rápidos

(Texto atualizado em 03/06/2019 às 12:23 pm)

Para complementar a gama de serviços do Clinic Farma, a Pague Menos, única do varejo farmacêutico a estar presente em todas as unidades da federação, iniciou um projeto piloto que passa a oferecer aplicação de injetáveis, vacinas e a realização de exames laboratoriais rápidos, como Beta HCG (gravidez) e perfil lipídico (colesterol), cujos resultados saem em até 17 minutos.

Os novos serviços podem ser encontrados em 12 unidades da Pague Menos, sete em Fortaleza e as demais em Natal, Mossoró, Campo Grande, Brasília e Piracicaba, uma unidade em cada município. Não é necessário agendar os procedimentos. Neste piloto, a vacinação será realizada apenas em adultos na unidade da Pague Menos na Rua Senador Pompeu, em Fortaleza. A loja oferece imunização contra Influenza, HPV, Herpes Zoster, meningite, pneumonia e tríplice viral. As vacinas estarão disponíveis de acordo com o calendário de imunização do Ministério da Saúde, com exceção da Herpes Zoster, em que a oferta segue a demanda, além de ser necessário apresentar a prescrição médica.

“O Clinic Farma vai continuar como um serviço de atenção farmacêutica de fácil acesso, onde qualquer pessoa pode cuidar da saúde com comodidade e qualidade. Com o feedback positivo do público da Pague Menos e a novidade das aplicações de vacinas, injetáveis e exames simples, poderemos facilitar ainda mais a vida dos nossos clientes e aumentar o nível de satisfação deles”, afirma Socorro Simões, gerente do Clinic Farma.

A partir de outubro, as unidades da Pague Menos que possuem Clinic Farma nos estados de São Paulo e Espírito Santo também vão contar com um novo serviço. Em parceria com o laboratório Maxilabor, a rede de farmácias irá oferecer a coleta de material para a realização de exames toxicológicos exigidos na renovação da certeira de motorista do tipo D para caminhoneiros. Os interessados devem comprar o exame por meio do site ou do 0800 100 2365 da Maxilabor, que emitirá um voucher para ser apresentado na Pague Menos, a fim de que a coleta seja feita.

Clinic Farma

O Clinic Farma dispõe de salas dentro das farmácias Pague Menos exclusivamente para a prestação individual de serviços e atenção farmacêutica. Os clientes podem fazer acompanhamento do tratamento prescrito pelos médicos e do autocuidado, revisão da medicação, acompanhamento de diabetes, hipertensão, risco cardiovascular, asma, programas parar de fumar e perda de peso, entre outros. Além de incluir a realização de testes de verificação de pressão arterial, glicemia e bioimpedância. Após avaliação do farmacêutico, o cliente é encaminhado ao médico quando necessário.

Nas salas de atendimento farmacêutico da rede Farmácias Pague Menos há ainda orientação em relação a interações com outros remédios ou alimentos, melhores horários para a administração do medicamento e esquema posológico.

O primeiro Clinic Farma começou a atender a população em junho de 2014, em Fortaleza (CE). Hoje são 790 salas de atendimento, distribuídas em todos os estados, devendo ultrapassar o número de 900 até o final do ano. Em quatros anos, foram realizados nas salas de Clinic Farma mais de nove milhões de serviços farmacêuticos. Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , , ,
Carreiras e oportunidades, Marketing Farmacêutico





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: