Arquivo do blog

Farmacêuticas aumentam preço de 600 medicamentos nos EUA

Farmacêuticas aumentam preço de 600 medicamentos nos EUA

(Texto atualizado em 10/05/2021 às 03:38 pm)

A pandemia da Covid-19 não inviabilizou o reajuste de preços dos medicamentos praticado pela indústria farmacêutica norte-americana. Apesar de mais baixos em comparação com anos anteriores, levantamento da plataforma de pesquisa de preços Good RX relacionou cerca de 600 medicamentos que apresentaram uma média de 4,2% de aumento nos valores. As informações são do portal Fierce Pharma.

A Pfizer elevou os preços de mais de 130 produtos no início do ano, variando de um salto de 0,22% para o antiarrítmico Norpace CR a um aumento de 5,14% para a vacina pneumocócica Prevnar 13 – a mais vendida do mundo. A Allergan, adquirida no ano passado pela AbbVie, aumentou os preços de mais de 30 remédios em 5%. A companhia também promoveu reajustes em percentuais abaixo de um dígito.

Já a Bristol Myers Squibb (BMS) ampliou os valores de 11 medicamentos, sendo que a maior alta foi de 6% para o anticoagulante Eliquis, produzido em parceria com a Pfizer. A GlaxoSmithKline (GSK) reajustou os preços de 31 itens – 7% para o imunizante voltado à herpes zoster Shingrix e 8,59% para a vacina combinada contra difteria, coqueluche e tétano.

As farmacêuticas AstraZeneca, Sanofi, Gilead Sciences e Bayer subiram os preços de mais de dez medicamentos, mas em percentuais abaixo de um dígito. Por outro lado, o reajuste na Teva Pharmaceutical Industries saltou 9% e englobou 16 fármacos. A maior elevação até agora neste ano vem da Vifor Pharma, com elevação de 14,58% do Venofer, usado no tratamento de anemia por deficiência de ferro.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações





Clínicas farmacêuticas movimentam varejo de farmácias

Clínicas farmacêuticas movimentam varejo de farmácias

Apesar das diferenças, o atendimento médico e o farmacêutico são complementares e sua união é muito importante para os pacientes. Mas afinal, qual a função de cada um? Quando um paciente apresenta algum sintoma de doença, é natural que recorra a um médico. Essa é a decisão mais acertada, visto que o profissional da medicina vai averiguar o diagnóstico do paciente, ou seja, descobrir o que ele tem através de testes e exames. Descoberto o problema, o médico passa um tratamento para recuperação do paciente. E é aí que entra o farmacêutico. O profissional vai acompanhar e orientar o paciente durante todo seu tratamento para que o mesmo alcance a recuperação seguindo os passos direcionados pelo médico.

O trabalho multidisciplinar é fundamental para plena saúde dos indivíduos, visto que o farmacêutico também pode contribuir com o tratamento, como explica a coordenadora farmacêutica de uma franquia de farmácias no estado da Paraíba, Michaelle Santos. “O serviço de atenção farmacêutica faz o acompanhamento farmacoterapêutico do paciente, verificando índices fisiológicos e bioquímicos para avaliar se o mesmo está realizando o tratamento de maneira adequada. Com esse apoio, o farmacêutico pode sugerir uma substituição de medicamento, caso não esteja fazendo efeito; uma mudança na dosagem, tudo isso visando a recuperação”, garante a coordenadora.

O presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), Roberto Magliano, confirma a importância do trabalho conjunto. “Todas as profissões devem ter autonomia para atuar dentro de suas atribuições. A Farmacologia é uma grande e importante aliado para os médicos e não só para os médicos, mas para toda a população. Eles têm fundamental importância na dispensação dos fármacos, no controle de qualidade, na posologia, concentrações. Então o CRM vê com muito bons olhos essa parceria”, destacou o presidente.


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico





Todas as Formas Farmacêuticas

(Texto atualizado em 12/03/2020 às 03:08 am)

FORMAS FARMACÊUTICAS

As formas farmacêuticas foram desenvolvidas para facilitar a administração de medicamentos a pacientes de faixas etárias diferentes ou em condições especiais, e para permitir seu melhor aproveitamento. Para uma criança, por exemplo, é melhor engolir gotas em um pouco de água do que um comprimido.

Além disso, a forma farmacêutica se relaciona à via de administração que vai ser utilizada, isto é, a porta de entrada do medicamento no corpo da pessoa, que pode ser, por via oral, retal, intravenosa, tópica, vaginal, nasal, entre outras.

Formas Farmaceuticas

Cada via de administração é indicada para uma situação específica, e apresenta vantagens e desvantagens. Sabemos, por exemplo, que uma injeção é sempre incômoda e muitas vezes dolorosa. No entanto, seu efeito é mais rápido. Lembre-se que não é apenas a forma do medicamento que é importante, a sua via de administração também deverá ser escolhida pelo médico, no ato da prescrição. No quadro abaixo estão relacionadas as vias de administração e as principais formas farmacêuticas existentes. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: