Arquivo do blog

Impactos do Covid-19 no varejo farmacêutico

Impactos do Covid-19 no varejo farmacêutico

A pandemia da Covid-19 ainda não tem prazo para acabar e muitas são as dúvidas sobre os legados, impactos e mudanças que esse cenário deixará para o varejo. De acordo com o IQVIA, a taxa de crescimento de casos e mortes da Covid-19 na América Latina é a mais alta do mundo e isso influencia os hábitos de compra das pessoas.

De acordo com o diretor da Consumer Health Business Unit da IQVIA, Rodrigo Kurata, a pandemia terá forte impacto negativo na economia global, sendo maior que a média na América Latina e no Brasil.

Na contramão, o mercado farmacêutico brasileiro segue crescendo dois dígitos. No canal varejo, abril e maio apresentaram semanas mais fracas que março, porém, dentro da normalidade, e um comportamento semelhante é observado na quantidade de prescrições.

Além disso, a prévia para maio, no canal varejo, é de uma pequena retração em R$ PPP, que pode ter sido influenciada devido a antecipação de feriados. Já no varejo farma, medicamentos de prescrição seguem com volumes crescentes apesar da pandemia. No geral, medicamentos mais acessíveis têm crescido, desempenhando melhor em abril.

Já na categoria de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), onde o crescimento foi maior em março, já se nota uma retração. Contudo, no e-commerce todos os segmentos continuaram crescendo em abril, especialmente as categorias de autosserviço.

Os lançamentos desaceleraram em março e abril. No varejo, OTC aparenta sofrer maior impacto em meio à crise.

Impactos e legados da Covid-19

De acordo com o diretor geral da Latam, Benoit Descamps, cinco fatores moldarão o novo comportamento do consumidor: mobilidade, alteração na vida social, excesso de informação, fatores emocionais e rotina diária alterada, assim, gerando novas decisões e, consequentemente, um novo comportamento.

“Com o passar da crise, motivações contextuais irão desaparecer, mas sabemos que alguns dos novos comportamentos irão perdurar, bem como outros devem voltar ao status-quo”, pontuou Descamps.

“Acredito que alguns dos legados da Covid-19 serão: a digitalização da jornada do paciente, o ‘clique e retire’ para serviços farmacêuticos e o teleatendimento farmacêutico”, pontuou o coordenador do programa de Assistência Farmacêutica Avançada da Abrafarma, Cassyano Correr.

O tema foi abordado na 3ª edição do workshop on-line do Retail Farma Brasil.

Fonte: Guia da Farmácia Foto: Shutterstock


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: