Arquivo do blog

Brasil tem maior taxa de contágio de covid-19 no mundo

Brasil tem maior taxa de contágio de covid-19 no mundo

O estudo foi feito pelo Imperial College de Londres e estima que número de óbitos por coronavírus no país pode chegar a 5 mil novas mortes em uma semana

Um novo estudo feito pelo Imperial College de Londres, uma das universidades mais respeitadas do mundo, estima que o Brasil tem a maior taxa de transmissão da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo o estudo, assinado por 47 pesquisadores, a taxa de transmissão do país é R2,81. Ou seja, em média no Brasil, cada pessoa com covid-19 passa a doença para outras três.

O país também enfrenta um cenário de crescimento no número de mortes por doenças respiratórias e de óbitos registrados em cartórios, dados que indicam forte subnotificação de casos de covid-19.

Medidas de relaxamento da quarentena são indicadas para países que têm R1 ou menos, como é o caso da Alemanha, que tem taxa de transmissão R0,8. Na Grécia, em média, cada pessoa infectada também transmite o vírus para menos de um indivíduo.

Taxa de contágio

Brasil e Estados Unidos são países que ainda passam por uma fase difícil da pandemia. Os países podem registrar 5 mil mortes na próxima semana em decorrência de complicações da covid-19. No total, dez países integram o grupo classificado de “muito alto” em relação às possíveis mortes ocasionadas pelo coronavírus. Outros 22 integram a classificação de “relativamente baixo” risco de morte, com cerca de 100 estimadas para a próxima semana. A transmissão do vírus está em queda em países muito afetados pela pandemia, como Espanha e Itália, que adotaram medidas para estimular o distanciamento social.

Vale notar que quanto maior for a taxa de transmissibilidade do vírus em um país, maior é o risco de colapso no sistema de saúde. No Brasil, a tendência ainda é de crescimento no número de novos casos da doença. O mesmo cenário é indicado pelo estudo em outros oito países, são eles: Canadá, Índia, Irlanda, México, Paquistão, Peru, Polônia e Rússia.

Israel foi considerado o país que melhor reportou casos de covid-19, sendo o único a atingir 100%. O estudo avaliou dados de 48 países.

Mundialmente até 29 de abril, mais de 3,1 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus e 227 mil morreram, segundo dados da Universidade Johns Hapkins.

Foto: Shutterstock

Fonte: Exame


Palavras-chave , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Brasil terá a primeira farmácia da francesa Boiron no mundo

(Texto atualizado em 19/06/2019 às 01:40 pm)

Líder global em medicamentos homeopáticos investiu R$ 2 milhões para responder à demanda de médicos e pacientes por medicamentos eficazes e seguros

Valérie Lorentz-Poinsot, diretora-geral da Boiron: aposta em bons profissionais, diagnósticos e medicamentos para o Brasil (Marcos Bacon/Abril Branded Content)

O mercado global de homeopatia vem crescendo no mundo inteiro. Em 2015, ficou em 3,8 bilhões de dólares e deve chegar a 17,4 bilhões de dólares em 2040, segundo dados da Transparency Market Research, consultoria de inteligência de mercado. Usada por milhares de pacientes em mais de 50 países, a homeopatia já é recomendada por mais de 400 000 médicos e profissionais da saúde no mundo todo. Especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina do Brasil desde 1980, ela também tem ganhado espaço no país. Hoje, mais de 10 000 homeopatas atuam por aqui e a demanda de médicos e pacientes por medicamentos homeopáticos fez com que a Boiron, multinacional francesa que está há mais de 80 anos no mercado e é líder mundial do segmento, escolhesse o Brasil para a inauguração da sua primeira farmácia de manipulação no mundo.

O espaço recém-inaugurado tem 450 metros quadrados e fica na Avenida 9 de Julho, na cidade de São Paulo. O desafio foi reproduzir no espaço os mesmos padrões de qualidade das unidades fabris francesas e garantir a rastreabilidade em todo o processo produtivo. Todas as matérias-primas e insumos ativos utilizados na produção dos medicamentos são importados da França. Além disso, a transparência é um conceito central: uma parede de vidro permite que os clientes acompanhem todo o processo de preparação dos medicamentos.

Reconhecida no mundo inteiro pela qualidade, a empresa tem foco em oferecer aos profissionais da saúde medicamentos que sejam eficazes e seguros. “Estamos aqui porque há uma grande demanda por parte dos médicos brasileiros. Um bom tratamento terapêutico tem alguns eixos centrais: bons profissionais, bons diagnósticos e bons medicamentos. A Boiron é conhecida no plano internacional pela qualidade de seus produtos e vamos trazer exatamente isso para o Brasil”, diz Valérie Lorentz-Poinsot, diretora-geral da empresa. Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: