Arquivo do blog

Novartis no combate ao novo coronavírus

Novartis no combate ao novo coronavírus

(Texto atualizado em 20/07/2020 às 06:01 pm)

A empresa atua promovendo suporte, prevenção e proteção à sociedade no combate à crise de saúde e econômica causada pelo Covid-19

Inspirado em seu propósito, que é estender e melhorar a vida das pessoas, o Grupo Novartis reforça o seu comprometimento com a sociedade brasileira e estabelece ações consistentes de prevenção e proteção em prol da saúde de toda a comunidade.

A empresa está disponibilizando o equivalente a R$ 5,5 milhões em doses de medicamentos ao estado do Paraná, ao município de São Paulo e ao Governo Federal, a fim de ajudar na estabilização do sistema de saúde.

Adicionalmente, houve doação de cerca de R$ 5 milhões para 45 instituições brasileiras não governamentais, cuidadosamente selecionadas, para ampliarem os cuidados e atenção aos pacientes e assim gerenciarem os desafios impostos pela pandemia nas comunidades mais vulneráveis.

Apoio a profissionais de linha de frente

A Novartis também doou cerca de 100 mil máscaras e 50 mil luvas a profissionais da linha de frente de atuação da crise, através da Anvisa. Por fim, a Novartis disponibilizou a Carreta Novartis da Saúde (tradicionalmente utilizada para o combate à hanseníase) à Secretaria de Saúde do Distrito Federal para apoiar a campanha de vacinação contra a gripe.

Novartis contra o coronavírus: compromisso irrestrito com seus colaboradores durante a crise

A Novartis oferece ainda uma licença extra de 12 dias úteis, para os casos em que nossos funcionários necessitem dar suporte a filhos e parentes próximos. A saúde de nossos colaboradores e familiares é de extrema prioridade para a empresa, que promoveu entre outras ações uma campanha de vacinação gratuita, incluindo 4 mil pessoas, entregou um kit contendo 50 máscaras aos seus colaboradores, bem como ofereceu ajuda psicológica a funcionários e familiares. Além disso, para estimular a curiosidade e educação neste período, a Novartis ofereceu recursos de aprendizagem e 3.800 módulos de cursos online.

Compromisso com os nossos pacientes

Com intuito de esclarecer dúvidas de pacientes e cuidadores, e desta forma, auxiliar na aderência de recomendações médicas, os Programas de Suporte ao Paciente seguem ativos com atendimento virtual. Serviços que visam a contínua segurança, menor exposição dos pacientes a riscos de contaminação e ao mesmo tempo viabilizam a continuidade de tratamentos atuais; alguns exemplos de ações realizadas são: aplicações domiciliares de algumas de nossas terapias com suporte de enfermeiras especializadas, treinamento e disponibilização de serviço de telemedicina seguro para continuidade de consultas médicas, entre outras ações de conveniência disponíveis aos pacientes. E o mais importante, a Novartis não antecipa interrupções na produção e entrega de seus medicamentos a pacientes e prestadores de serviços de saúde, assim, arcando com custos logísticos mais altos, quando necessário.

Vencendo o vírus através de nossa ciência e inovação

À medida que o COVID-19 se espalha por todo mundo, médicos e pacientes esperam ansiosos por opções de tratamento. Como parte de seu compromisso de pesquisa e desenvolvimento, a Novartis formou uma equipe de investigação clínica para avaliar medicamentos já aprovados para outras doenças ou em fase de desenvolvimento que possam ser úteis e eficazes no tratamento da COVID-19.

Foto: Shutterstockb Fonte: Novartis


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, ANVISA





Convênio Vale Mais Saúde da Novartis vai sofrer mudanças

(Texto atualizado em 24/04/2020 às 06:21 pm)

O convênio Vale Mais Saúde (VMS), composto por medicamentos de laboratórios do grupo Novartis (Alcon,  Sandoz e Novartis), está passando por reformulação e em breve deve anunciar a mudança oficial.

O convênio será dividido, criando um novo convênio exclusivo para o laboratório Alcon, com foco em tratamento oftalmológico. De forma resumida, os colírios estão saindo do Vale Mais Saúde e indo para um convênio próprio, que se chamará “Mais Visão”, específico para laboratório Alcon do grupo Novartis.

Na prática, o que muda?

Apesar de algumas empresas já estarem liberadas, em geral a maioria das farmácias e drogarias deverão passar pelo processo de cadastro junto ao convênio novamente:

Deverão solicitar o cadastro junto ao laboratório, enviar documentação e assinar o contrato. Após a etapa burocrática, será necessário configurar os computadores e sistemas de venda para funcionarem com o convênio. Se precisar de ajuda, conte com nossos especialistas!

Fique de olho na autorização de vendas de colírios pelo VMS, assim que notar que não consegue a autorização, a mudança provavelmente estará concluída pra o seu cadastro. Se o convênio MAIS VISÃO não aparecer como opção para você, será necessário se credenciar novamente.

Divisão deve atingir mais laboratórios

No dia a dia do trabalho com convênios e laboratórios, notamos que esse movimento de separação deve acontecer com outros laboratórios e grupos de laboratórios que possuem convênios mesclados, que engolabam diferentes medicamentos ou marcas.

Nossa expectativa é de que em um  futuro próximo haverá separação do Vale Mais Saúde, sendo que a Novartis passará a ter um convênio exclusivo, assim como o laboratório Sandoz passará a possuir o seu programa de descontos exclusivo também, cada um com suas condições e características.

Entendemos que esse é um movimento natural na evolução dos programas de desconto, criando um programa exclusivo e que englobe apenas um laboratório ou tipo de medicamento.

Caso venha a precisar de ajuda ou encontre dificuldades, conte com nossos especialistas, entre em contato conosco.


Palavras-chave , , ,
PBM





Evento da Novartis sobre o câncer de mama

(Texto atualizado em 11/07/2019 às 03:14 pm)

IstockEvento da Novartis trouxe dados sobre o assunto e mostrou como farmacêuticos podem ajudar

Evento realizado hoje (25), pela Novartis, e que faz parte da campanha Outubro Rosa Choque, realizada pela empresa com foco em empoderar as pacientes, apontou que os dados sobre câncer de mama no País seguem alarmantes. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), mais de 57 mil novos casos da doença acontecem a cada dois anos no Brasil. Destes, 40% representam quadros avançados. 

Dados recentes de uma pesquisa do Instituto Oncoguia e divulgados no encontro pela presidente da entidade, Luciana Holtz, revelaram, por exemplo, que 29% das acometidas dizem conhecer muito pouco ou nada sobre o câncer de mama; 40% não fazem parte de grupos de apoio e afirmam conhecer pouco ou nada sobre a doença; e 33% não fazem parte de grupos de apoio e declararam não saber sobre o assunto. O mesmo levantamento mostrou, ainda, que 49% das mulheres tinham menos de 40 anos quando descobriram a metástase; 63% declararam não ter histórico familiar; e 35% reportaram descobrir a metástase junto com o primeiro diagnóstico de câncer de mama.O levantamento também indica que 20% das pacientes não fazem ideia de qual é seu subtipo de tumor.

Causas da metástase

Existem várias condições responsáveis pelo câncer de mama retornar e gerar metástase. A biologia e as características do tumor e o estágio em que ele se encontra no momento do diagnóstico são os principais fatores, podendo variar entre os acometidos. Apesar de hoje existirem tecnologias que possibilitam o tratamento do câncer de mama metastático, ainda existe um estigma muito grande, dificultando pacientes e familiares na hora de encarar o diagnóstico.

“Hoje, a denominação de câncer metastático já não descreve a doença de forma satisfatória. Existem vários subtipos de câncer e, quando identificamos as características específicas da patologia, conseguimos tratá-la controlando os sintomas, melhorando a qualidade de vida da paciente e oferecendo anos de sobrevida”, explica o chefe da Oncologia do Américas Oncologia em São Paulo, Dr. Raphael Brandão.

Segundo o médico, existem, ao menos, quatro grandes subtipos de câncer de mama. “Ao receber o diagnóstico de câncer de mama, paciente e médico precisam se unir e investigar todas as informações possíveis sobre a doença. Por exemplo, entender se o câncer tem componente hormonal (HR+) e características agressivas é fundamental para traçar uma estratégia com terapia-alvo”, exemplifica. Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , ,
Indústria farmacêutica





Novartis investe em nova linha de produção para aumentar em 25% a capacidade fabril de genéricos

A Novartis inaugura este mês uma nova linha de produção de medicamentos sólidos na fábrica de Cambé, no Paraná. Com a nova plataforma, a companhia amplia em 25% a capacidade de produção de medicamentos genéricos sob a marca Sandoz no Brasil. A nova linha fecha um ciclo de R$ 54 milhões em investimentos na expansão e melhoria da planta industrial. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica, Marketing Farmacêutico





Setor farmacêutico brasileiro cresce 15% em relação a 2014

hypermarcas ems sanofiEntre as empresas que mais contribuíram em vendas estão a EMS, Hypermarcas e Sanofi.

O setor farmacêutico brasileiro cresceu 15,01% de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2014, movimentando R$ 55,89 bilhões, segundo levantamento da IMS Health.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: