Arquivo do blog

LGPD: Aceite de termo no Funcional Card e convênios PBM

A nova Lei Geral de Proteção de Dados mudou a forma como o comércio e a propaganda online acontecem. Com efeito, a LGPD é de 2018. No entanto, só entrou em vigor a partir de novembro de 2020. Dessa forma, muitos programas farmacêuticos tiveram que se adaptar a nova regra.

Entenda o que a LGPD muda no dia a dia das farmácias
Entenda o que a Lei Geral de Proteção de Dados muda no dia a dia das farmácias

Assim, criamos um artigo para que, farmacêutico ou dono de farmácia, possa atender a essa nova demanda. Destarte, as atualizações da lei são muito importantes para os clientes. Dessa maneira, é muito importante que você saiba como orientá-los.

Deste modo, acompanhe este artigo e saiba o que muda nas farmácias com a vigência da Lei nº 13.709:

LGPD: Aceite de termo no Funcional Card e convênios PBM

A nova LGPD já em vigor mudou a forma como as empresas devem cuidar dos dados dos seus clientes. Em resumo, a lei atual combate a onda de vazamento e uso indevido de dados pessoais. Dessa forma, esse instrumento legal criou estruturas mais rígidas para o armazenamento e manipulação de informações.

Com efeito, na maioria dos sites que acessamos, algum tipo de informação é gerada a nosso respeito. Em algumas páginas, é necessário informar dados pessoais, como CPF, endereço, e-mail, telefone, cartões de crédito, conta bancária e outros. Além disso, outros sites armazenam informações sobre nós sem que percebamos.

Esse segundo tipo pode guardar informações sobre buscas e sites acessados. Com efeito, esse tipo de informação é muito utilizada para gerar propagandas individualizadas e específicas para um determinado usuário. No entanto, esses dados estão guardados em lugar seguro? Você autoriza que eles sejam criados?

A LGPD altera a forma como os convênios PBM funcionam. Entenda.
O objetivo da lei é garantir uma maior clareza na geração e manipulação dos dados pessoais

São esses os principais pontos em que a LGPD atua. Dessa forma, o seu objetivo é tornar a criação e manipulação de dados mais clara. A Partir dele, toda empresa informará como gera os dados que possui. Além disso, é necessário indicar quem terá acesso a esses e que instituição os protegerá.

Essa nova dinâmica impacta todo o mercado. Por conseguinte, até o setor farmacêutico precisou se adaptar à nova realidade. Dessa forma, muitos programas de benefícios já informaram seus clientes sobre a modificação nos seus serviços. Com efeito, o programa Viver Mais (GSK) e Viva (Sanfoni) são exemplos.

No entanto, esses não são os únicos. Destarte, os programas Funcional Card e Convênios PBM já anunciaram suas novas diretrizes. Assim, para saber o que fazer, leia o próximo tópico. Nós explicaremos como os seus clientes devem proceder para continuarem tendo acesso a esses programas:

O que muda nos programas de benefícios de farmácias com a nova lei de proteção dos dados?

A Lei Geral de Proteção de Dados veio para tornar o processo de geração e utilização de informações mais claro. Mormente, empresas armazenavam e manipulados dados sem o conhecimento do usuário. Esse é um dos principais pontos que mudará a partir da aprovação da lei.

Após novembro de 2020, os dados pessoais só serão armazenados e manipulados mediante uma autorização de usuário. Com efeito, essa regra vale para clientes já cadastrados em programas de benefícios ou que pretendem cadastrar-se.

Assim, para cumprir essas determinações, os programas Funcional Card e Convênios PBM já tomaram providências. Dessa forma, para continuar com o cadastro ativo, o usuário deve ir ao site do programa que participa, ler e aceitar os termos propostos.

O que os atendentes de farmácia precisam saber sobre a nova LGPD?
O que os atendentes de farmácia precisam saber sobre a nova LGPD?

Dessa maneira, caso o cliente não manifeste o aceite aos termos, pode ficar com o cadastro bloqueado temporariamente. Nessa situação, o usuário do programa não terá acesso aos descontos na compra de remédios e demais vantagens que o seu convênio dá.

Portanto, é extremamente importante que balconistas e atendentes orientem seus  clientes. A aceitação dos termos é um processo simples e rápido. Com efeito, basta que o usuário entre na plataforma como seu login e senha. Uma vez logado, busque os termos de política de proteção de dados e clique no botão de aceite.

Assim, garantirá a validade do seu convênio e não perderá nenhuma de suas vantagens. É possível realizar esse procedimento por celular, em aplicativos ou pelo navegador da internet, ou pelo computador. Só necessidade de fazer esse procedimento uma única vez.


Garante que o seu cliente não perderá as vantagens que possui e o fidelize-o estreitando os laços de comunicação! Caso precise de mais informações, clique aqui e entre em contato com a nossa equipe.


Palavras-chave , , , ,
Legislação e regulamentações, PBM





Contato das empresas operadoras de convênios PBM

(Texto atualizado em 02/10/2020 às 07:41 pm)

Segundo a definição da Associação Brasileira das Empresas Operadoras PBM – uma operadora de PBM é uma empresa que gerencia programas de acesso aos medicamentos, integrando farmácias, drogarias, médicos e pacientes. Oferece serviços para acesso aos medicamentos através de plataformas tecnológicas autorizadoras com regras de acesso sistemicamente definidas e controladas no ato da dispensação, em real-time. Administra os programas de organizações que ofertem benefícios, programas de adesão aos tratamentos e de fidelidade do cliente.

Ainda segundo a PBMA, uma operadora de PBM oferece para uma rede de farmácias credenciadas em ampla cobertura nacional; acesso racional ao tratamento medicamentoso; gestão da saúde pela adesão ao tratamento e adoção de hábitos de vida saudável; serviços de gestão de saúde, facilitando o acesso aos medicamentos; uma comunidade para as organizações preocupadas com o bem estar de seus colaboradores; potencial redução dos custos globais em saúde.

Leia mais ›

Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico





Convênio Vale Mais Saúde da Novartis vai sofrer mudanças

(Texto atualizado em 24/04/2020 às 06:21 pm)

O convênio Vale Mais Saúde (VMS), composto por medicamentos de laboratórios do grupo Novartis (Alcon,  Sandoz e Novartis), está passando por reformulação e em breve deve anunciar a mudança oficial.

O convênio será dividido, criando um novo convênio exclusivo para o laboratório Alcon, com foco em tratamento oftalmológico. De forma resumida, os colírios estão saindo do Vale Mais Saúde e indo para um convênio próprio, que se chamará “Mais Visão”, específico para laboratório Alcon do grupo Novartis.

Na prática, o que muda?

Apesar de algumas empresas já estarem liberadas, em geral a maioria das farmácias e drogarias deverão passar pelo processo de cadastro junto ao convênio novamente:

Deverão solicitar o cadastro junto ao laboratório, enviar documentação e assinar o contrato. Após a etapa burocrática, será necessário configurar os computadores e sistemas de venda para funcionarem com o convênio. Se precisar de ajuda, conte com nossos especialistas!

Fique de olho na autorização de vendas de colírios pelo VMS, assim que notar que não consegue a autorização, a mudança provavelmente estará concluída pra o seu cadastro. Se o convênio MAIS VISÃO não aparecer como opção para você, será necessário se credenciar novamente.

Divisão deve atingir mais laboratórios

No dia a dia do trabalho com convênios e laboratórios, notamos que esse movimento de separação deve acontecer com outros laboratórios e grupos de laboratórios que possuem convênios mesclados, que engolabam diferentes medicamentos ou marcas.

Nossa expectativa é de que em um  futuro próximo haverá separação do Vale Mais Saúde, sendo que a Novartis passará a ter um convênio exclusivo, assim como o laboratório Sandoz passará a possuir o seu programa de descontos exclusivo também, cada um com suas condições e características.

Entendemos que esse é um movimento natural na evolução dos programas de desconto, criando um programa exclusivo e que englobe apenas um laboratório ou tipo de medicamento.

Caso venha a precisar de ajuda ou encontre dificuldades, conte com nossos especialistas, entre em contato conosco.


Palavras-chave , , ,
PBM





Laboratórios oferecem descontos em remédios de uso contínuo

A maioria dos grandes laboratórios farmacêuticos oferecem descontos de 20% a 60% nos preços de seus medicamentos, principalmente aqueles de uso contínuo e de maior valor. Para ter direito aos descontos, os consumidores precisam se cadastrar nos programas de apoio à saúde mantidos por esses laboratórios. Não há critérios de renda, idade ou tipo de doença. A única exigência é a de receita médica com o número do CRM do médico.

O procedimento de cadastro varia de laboratório para laboratório, mas a dinâmica é parecida. Basta entrar diretamente no site do programa de apoio ou no site da empresa. Caso tenha dificuldade para encontrar o local para fazer o cadastro, o cliente pode entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do laboratório e se informar sobre como proceder para se cadastrar. Há casos em que o próprio médico pode auxiliar o paciente.

Além de solicitar alguns dados e informações para contato, a empresa vai exigir o CRM do médico que prescreveu a receita e verificar se o medicamento solicitado está na lista de descontos oferecidos pelo programa.
O Achè, por exemplo, tem 102 itens cadastrados no programa Cuidados pela Vida, acessíveis por meio de uma rede de 27,8 mil pontos de venda credenciados.
Se estiver, basta comparecer a uma farmácia cadastrada com a receita médica, documento de identificação ou seu número de inscrição no programa do laboratório. Para saber em qual farmácia ir, os laboratórios disponibilizam no site dos programas a rede de farmácias credenciadas. A pesquisa pode ser feita por estado ou cidade. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Marketing Farmacêutico





Remédio fica mais barato para trabalhador atendido por PBM

A compra de medicamentos tem se mantido como o item que mais pesa no bolso do trabalhador entre os gastos com saúde. E uma boa parcela dos pacientes, por falta de recursos financeiros para a compra de remédios, continua trabalhando sem o devido tratamento. Esta situação, além de agravar o estado de saúde do trabalhador, afeta sua produtividade e seu bem-estar de modo geral.

“Pacientes, em sua grande maioria, têm a expectativa de sair da consulta com um diagnóstico assertivo e uma prescrição precisa, efetiva e clara. Por outro ângulo, o custo do tratamento medicamentoso é uma preocupação adicional, sempre presente” afirma Dr. Ricardo De Marchi, médico, consultor e especialista em Saúde Corporativa.

Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico





Pharmalink e Seven PDV: cadastrando nos convênios

(Texto atualizado em 30/09/2017 às 01:27 pm)

convenios-desconto-pharmalink

A Seven PDV, uma unidade de negócios do Grupo InterPlayers, é uma empresa especialista em marketing de relacionamento e supply chain, gerenciando toda a infraestrutura de acesso aos benefícios e descontos dos principais programas de benefícios do Brasil. A empresa viabiliza os sistemas de vendas e descontos e os mecanismos de reposição ou repasse dos produtos.

Hoje a Pharmalink é considerada uma comunidade de negócios no setor de saúde e bem-estar, estando presente em mais de 60 mil drogarias e farmácias em todo o Brasil, através do autorizador Pharmasystem.

 

Convênios operados pela Seven PDV – Pharmalink

Conheça alguns dos diversos programas e convênios que a Seven PDV opera: Biolab, EMS, Torrent, Pfizer, Bayer, Abbott, Apsen, Aché, Astrazeneca, Gemed, Merck, Novartis, UCB, Vallent e Lilly. Veja todos os programas atendidos neste link.

Entre os medicamentos podemos citar o Zyprexa, Cymbalta, Cialis, Axeron, HumaPen, etc.

 

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico





Consultoria para Farmacia

(Texto atualizado em 29/01/2016 às 10:14 am)

consultoria-para-farmacia-drogaria

A M2Farma é uma consultoria especializada em Farmácias e Drogarias, que trabalha com assuntos regulatórios para o varejo farmacêutico.

Em nosso setor técnico, prestamos consultoria e assessoria visando a manutenção e regularização de toda a documentação das farmácias junto a:

 ANVISA (Autorização AFE e AE),

CRF (Certificado de Regularidade Técnica) e

Vigilância Sanitária (Alvará de Saúde),

Além da regularização de SNGPC, cadastros em convênios PBMcredenciamento no programa Aqui tem Farmácia Popular e Confecção profissional de Manuais de Boas Práticas Farmacêuticas e POPs.

Consultoria AFE e AE ANVISA para Farmacia e Drogaria

Assumimos a responsabilidade pelos documentos, e o proprietário ou gerente responsável pela farmácia não precisará se preocupar mais com a burocracia, e poderá focar seu tempo e trabalho na gestão da empresa e atendimento aos clientes. 

 

Acreditamos no poder do varejo farma do Brasil, e possuímos como missão possibilitar mais competitividade às farmácias no concorrido mercado farmacêutico brasileiro, e desburocratizar as questões técnicas e regulatórias que envolvem as farmácias.
Trabalhamos ativamente para fortalecer a marca, a estrutura e os relacionamentos dos nossos clientes, e desse modo, atingimos resultados expressivos.

 

Entre em contato para conhecer mais sobre possíveis soluções para sua farmácia: Solicite uma ligaçãoenvie uma mensagem ou ligue para nós:  ou (48) 3733-7690.

Deseja aumentar a qualidade e o faturamento de sua Farmácia? Podemos ajudar: ligue ou (48) 3733-7690


Palavras-chave , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Legislação e regulamentações





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: