Arquivo do blog

Uma farmácia em Santa Maria Novella

Segredos de Florença: a farmácia da Santa Maria Novella

(Texto atualizado em 27/05/2020 às 03:09 pm)

A história do estabelecimento começa em 1221, quando frades dominicanos começaram a preparar remédios, bálsamos e pomadas com as ervas que eram cultivadas em seus jardins – uma atividade bastante comum naquela época. Pouco a pouco, os produtos medicinais se tornaram famosos fora dos muros do monastério e em 1612 a farmácia da Basilica di Santa Maria Novella abriu suas portas para o público.

 (Officina Profumo-Farmaceutica Santa Maria Novella/Divulgação)

 (Officina Profumo-Farmaceutica Santa Maria Novella/Divulgação)

Querida pela família Medici, a marca não demorou a se tornar famosa em outros países. Um de seus produtos mais emblemáticos, o perfume L’Acqua della Regina, foi criado especialmente para Catarina di Medici usar no dia de seu casamento com Henrique II, o então rei da França. A farmácia passou a ser uma propriedade privada em 1817, mas esse e outros itens ainda são fabricados seguindo a mesma fórmula de centenas de anos atrás.

Reserve seu hotel em Florença 

Como já era de se esperar, usar os produtos da antiga realeza italiana, que vêm em embalagens vintage, não é barato. As pastilhas saem por € 5, os sabonetes por € 10, os pot-pourri (misturas de pétalas secas que perfumam o ambiente) por € 15 e as eau de toilette por € 80. E a lista continua com incensos, velas, espumas de barbear, pomadas…

 (Officina Profumo-Farmaceutica Santa Maria Novella/Divulgação)

 (Officina Profumo-Farmaceutica Santa Maria Novella/Divulgação)

Mesmo que você saia de mãos vazias, vale a pena visitar a loja antes ou depois de conhecer a Basilica di Santa Maria Novella. O belíssimo salão principal costumava ser uma capela, com afrescos representando os continentes, e todo o mobiliário de madeira é o mesmo do século 17. Além disso, há ali uma biblioteca com afrescos da Paixão de Cristo e um museu com os utensílios e maquinários que eram usados na fabricação dos produtos.

A Officina Profumo-Farmaceutica di Santa Maria Novella fica no número 16 da Via della Scala, a três minutinhos a pé da igreja. Aberta diariamente das 09h00 às 20h00.

Mais dicas e fotos no Instagram: @barbara.ligero


Palavras-chave , , , ,
Marketing Farmacêutico





Santa Casa será campo de pesquisa para medicamentos novos

(Texto atualizado em 11/11/2019 às 11:05 am)

A presidente da Comissão, Helena Villalba Medeiros Bráz, apresentou, em detalhes, os passos a serem dados na preparação do Hospital para atuação na pesquisa e explicou o funcionamento do serviço e sua relação com laboratórios e autoridades públicas de saú

A presidente da Comissão, Helena Villalba Medeiros Bráz, apresentou, em detalhes, os passos a serem dados na preparação do Hospital para atuação na pesquisa e explicou o funcionamento do serviço e sua relação com laboratórios e autoridades públicas de saúde.

Em reunião nesta quinta-feira, (25), a Santa Casa iniciou negociações para aderir à pesquisa clínica. Reuniram-se com a diretoria da Santa Casa o Secretário Nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Osnei Okumoto, a presidente da Fundação Osvaldo Cruz – FIOCRUZ/MS, Jislaine Guilhermino, os membros da Comissão de Incentivo à Pesquisa Clínica do Conselho Regional de Farmácia de MS e técnicos do hospital.

O presidente da Santa Casa de Campo Grande, Dr. Esacheu Nascimento, recebeu os técnicos e ressaltou o interesse da Instituição em participar das pesquisas. “Para nós é muito importante ter o hospital como campo de pesquisa de novas tecnologias, porque além de contribuirmos com a sociedade, ainda teremos acesso rápido a novas descobertas”, disse, e seguiu desejando boas-vindas aos técnicos.

A presidente da Comissão, Helena Villalba Medeiros Bráz, apresentou, em detalhes, os passos a serem dados na preparação do Hospital para atuação na pesquisa e explicou o funcionamento do serviço e sua relação com laboratórios e autoridades públicas de saúde. “Todos os passos são previamente aprovados pelo Ministério”, disse. Com o ingresso na pesquisa clínica, a Santa Casa poderá atuar junto com outros hospitais espalhados pelo mundo nos testes de resultados de novos medicamentos e materiais de uso em medicina. Todos os testes obedecem severas regras internacionais de garantia da segurança do paciente e buscam aprovar para o mercado novos princípios ativos e materiais inovadores na área.

O Acordo de Cooperação Técnico-Científico entre a Santa Casa e a FIOCRUZ já está com o hospital e deve ser firmado nos próximos dias. Além dos citados, estavam presentes na reunião os membros da Comissão de Incentivo à Pesquisa Clínica do Conselho Regional de Farmácia de MS Camila Amato Montalbano, Clayton Rodrigo Honorio de Godoy, Helena Villalba Medeiros Bráz, Silvia Cristina Heredia Vieira, Vanessa Teresinha Gubert de Matos, a assessora da FIOCRUZ Dinaci Marques Ranzi, a diretora técnica da Santa Casa, Dra. Ana Teresa Alcântara, a Gerente Técnica Marília Ribeiro, o Gerente de Ensino e Pesquisa, Amilton Obino de Abreu e os membros da diretoria da Santa Casa Gracita Barbosa, Arly Rosa Serra, Marcos Alceu Villalba e Alcides dos Santos.

 


Palavras-chave , , , , , , , ,
ANVISA





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: