Arquivo do blog

Teste rápido para dengue gera fila em farmácia de Maringá

Teste rápido

(Texto atualizado em 29/04/2020 às 11:49 am)

A busca pelo diagnóstico rápido de dengue tem gerado muita procura em uma farmácia de Maringá. Desde ontem, 11, a farmácia oferece aos clientes o teste rápido para dengue. O resultado fica pronto em até 20 minutos.

“O teste da dengue é super simples de fazer e rápido. Somente com uma gota de sangue do dedo já dá para fazer o exame e a gente emite um laudo com o resultado se foi positivo ou negativo. A gente sempre recomenda procurar um médico também, independentemente do resultado”, disse o gerente da farmácia, Miguel Moreira.

O teste rápido, até então, está disponível somente em uma farmácia de Maringá e custa R$ 39,90. Na tarde desta quarta-feira, 12, pelo menos cinco pacientes aguardavam para fazer o exame. Alguns estavam sentindo os sintomas.

“Tem seis dias que procurei o médico, fiz o exame e deu negativo. Mesmo assim o médico pediu pra eu refazer o exame caso os sintomas permanecessem, por isso decidi vir aqui que é mais rápido”, comentou Alexandre Rodrigues, paciente que aguardava o resultado.

O teste rápido para dengue é aprovado pela Agência Nacional de Segurança Alimentar (Anvisa) e está no protocolo de atendimento do SUS no Brasil. O teste rápido é usado pelo Governo Federal principalmente em períodos pré-endêmicos, antes da epidemia, para verificar qual vírus está circulando (dengue, zika ou febre amarela).

De acordo com o protocolo do SUS, o diagnóstico precoce auxilia os médicos no manejo clínico dos pacientes e na indução de providências adicionais relacionadas à vigilância epidemiológica e prevenção de novos casos.

Fonte: Portal GMC


Palavras-chave , , , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações





Medicamentos fitoterápicos devem passar por teste da Anvisa

Agência quer comprovar que produtos não contêm agrotóxicos

Os fabricantes de medicamentos fitoterápicos têm até 1º de janeiro de 2018 para apresentar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) laudos que comprovem que seus produtos não contêm as substâncias ocratoxinas, fumonisinas e tricotecenos. Leia mais ›


Palavras-chave , ,
Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações, ANVISA





Anvisa aprova primeiro teste de farmácia do país para detectar HIV

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o primeiro teste de HIV para venda em farmácias do país.

O produto funciona com a coleta de gotas de sangue, de forma semelhante aos testes já existentes para medição de glicose por diabéticos. Chamado de Action, ele deve custar entre R$ 40 e R$ 60 e chegar ao mercado daqui um mês. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, ANVISA, Marketing Farmacêutico





Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: