Fiscais flagram a venda irregular de anticoncepcionais fracionados no centro de Imbituba

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Uma farmácia localizada na área central de Imbituba foi flagrada na tarde desta sexta-feira (07) vendendo anticoncepcionais (Diminut e Cerazette) de forma fracionada. Esse tipo de medicamento, que já vem em caixa fechada com 63 comprimidos (três cartelas com 21 drágeas cada), não pode ser fracionável.

Veja também: Farmácia Itinerante levará medicamentos a diferentes regiões de São Sepé

Foram apreendidas 23 caixas violadas de anticoncepcionais. Isso significa que 1449 comprimidos estavam sendo vendidos de forma fracionada. Os fiscais fizeram um auto de intimação e determinaram o descarte imediato dos medicamentos.

A ação ocorreu durante uma inspeção, solicitada pelo próprio estabelecimento, para a liberação de alvará sanitário.

Segundo a Vigilância em Saúde, uma farmácia pode vender remédios fracionados, mas, não anticoncepcionais. Para que um estabelecimento possa vender medicamentos fracionáveis, é necessário seguir alguns pré-requisitos, tais como, a indicação do fabricante, o número de lote, a validade do produto e cada cartela precisa ter uma bula específica.

Em Imbituba, nenhuma drogaria está apta a vender, de forma fracionada, qualquer tipo de medicamento.

Fonte: Site Rádio 89 FM

Qual sua opinião? Deixe seu comentário:



Palavras-chave , , , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Legislação e regulamentações

Seja bem-vindo(a) ao blog da M2Farma.

Neste espaço reunimos notícias sobre assuntos regulatórios e o varejo farmacêutico.

Nosso trabalho é facilitar a burocracia técnica, saiba mais.

Siga-nos:

📫 Receba por e-mail

Receba as últimas notícias sobre varejo farmacêutico, ANVISA, Farmácia Popular e Convênios PBM direto no seu e-mail:





Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

📬 Receba as últimas notícias sobre o varejo farmacêutico, Farmácia Popular, ANVISA, convênios PBM e mais: