Arquivo do blog

Comunicado sobre notificações enviadas às farmácias credenciadas

Comunicamos às farmácias e drogarias credenciadas no Programa Aqui Tem Farmácia Popular que todas as notificações relacionadas ao Programa Farmácia Popular do Brasil são realizadas pelo Ministério da Saúde por meio de ofício devidamente assinado e protocolado no Sistema Integrado de Protocolo e Arquivo – SIPAR. Este registro é de consulta pública e poderá ser confirmado pelo endereço eletrônico http://189.28.128.99/sipar/protocolo.php. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Farmácia Popular



Gestão por categorias nas farmácias levará cinco anos para amadurecer

Apesar do recente investimento das grandes redes de farmácias e dos grupos associativistas no gerenciamento por categorias, estimulados pelo aumento da concorrência, o setor ainda está dando os primeiros passos no desenvolvimento da estratégia. Para que se torne algo naturalizado na operação, como já ocorre no varejo alimentar, deve demorar ao menos cinco anos. Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Marketing Farmacêutico



Farmácias no Japão a caminho de ultrapassar as lojas de departamento em vendas

As vendas em farmácias no Japão estão prestes a ultrapassar aquelas em lojas de departamento neste ano fiscal.

As farmácias vão ter em conta ¥6.49 trilhões ($57.1 bilhões), alta de 5.9% em comparação ao ano fiscal de 2015, de acordo com a Associação do Japão de Redes de Farmácias. As vendas aumentaram por 16 anos consecutivos desde 2000, ano de início da pesquisa. Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Marketing Farmacêutico



CFF busca espaço para atuação farmacêutica em planos de saúde

No dia 04 de abril, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) apresentará em reunião promovida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), proposta de carteira de serviços farmacêuticos a idosos. O objetivo é buscar a inserção do modelo de cuidado farmacêutico preconizado pelo CFF no projeto Idoso Bem Cuidado como uma estratégia para minimizar a morbimortalidade relacionada a medicamentos, nesta população. O projeto foi lançado no mês de maio do ano passado, com o objetivo de melhorar a assistência à saúde prestada a essa parcela dos usuários de planos. Estarão presentes à reunião, os representantes de diversas entidades nacionais que aderiram ao projeto proposto pela ANS (operadoras e prestadores de serviços). Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico



CVS compra farmácias da Target por US$ 1,9 bi

multinacional cvs comprou rede targetA CVS Health Corp. irá adquirir a divisão de clínicas e farmácias da Target por 1,9 bilhão de dólares. Dessa forma, a rede de farmácias, que é a segunda maior nos Estados Unidos, terá 1.660 novas unidades.

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Indústria farmacêutica



Farmácias seguram reajuste dos medicamentos

Farmácias seguram reajustePesquisa mostra que só 50% do aumento foi repassado para o consumidor

Após o reajuste de 5% a 7,7% no Preço Máximo ao Consumidor (PMC) de medicamentos em abril, muitas farmácias ainda mantêm valores próximos aos praticados antes. O índice regula o teto a ser cobrado por medicamentos, mas, para atrair clientes, várias redes repassam apenas uma parcela do acréscimo para o consumidor final. Os dados são da plataforma que monitora preços do setor na internet, MultiFarmas.

Segundo o sócio da empresa, a maioria dos varejistas limitou a alta em 50% a 70% do reajuste permitido. “Comprar pela internet ficou ainda mais interessante nesse momento, quando os e-commerces conseguem segurar o aumento”, explica. Para as farmácias, manter os preços mais baixos significa conquistar novos clientes e fidelizar antigos. Em geral, a medida é adotada enquanto os estoques ainda não foram repostos.
Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico



Farmácias são destaque do varejo em ano ruim para bens duráveis

farmacias destaque ano ruimOs indicadores macroeconômicos e o comportamento dos consumidores, que estão mais cautelosos na hora de ir às compras, tiveram impacto diferente nas diversas empresas que compõem o amplo segmento de consumo no país.
Guilherme Assis, analista do Brasil Plural, destaca farmácias como as companhias mais bem colocadas do setor, enquanto as que vendem bens duráveis são as que têm os maiores desafios para crescer no cenário atual.

Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica, Marketing Farmacêutico



Grupo Raia Drogasil dobra o lucro em 2014 e inicia nova fase

lucro-drogasil-raia-m2-farmaEmpresa prevê 131 novas lojas este ano e descarta aquisições

Maior grupo varejista de farmácias do País, a Raia Drogasil fechou no ano passado o ciclo de integração de suas duas redes com crescimento em receita, melhora na rentabilidade, queda na relação entre receita e despesas e ganhos na margem de lucro. Concluída boa parte da fase de unificação dos negócios, a empresa inicia um período em que começa a trabalhar aspectos que ficaram em segundo plano desde a fusão das cadeias, em 2011.

Experiência de compra na loja, que ainda está distante do que a empresa quer, e a forma como a companhia faz a gestão das categorias vendidas entram nessa lista de prioridades para os próximos anos. Também terá que ser aprimorado o uso da base de informações que a companhia tem de seus clientes, para tentar ser mais assertivo na venda. “Fazemos isto melhor na Raia do que na Drogasil. É um dos aspectos que vamos ter que trabalhar”, disse o presidente da companhia, Marcílio Pousada, após publicação do balanço.

No ano passado, a rede apurou aumento de 18,6% nas vendas líquidas, para R$ 7,39 bilhões. De outubro a dezembro, o valor foi de pouco mais de R$ 2 bilhões, expansão de 20,2%. O lucro líquido em 2014 somou R$ 221,4 milhões, mais que o dobro dos R$ 100,9 milhões de 2013. De outubro a dezembro, o lucro registrou alta de 123,4%, para R$ 62,15 milhões.

Fonte: Valor Econômico


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Brasil Pharma lança plano para reconquistar mercado

Brasil Pharma lança plano para reconquistar mercadoA teleconferência com analistas para discutir o balanço da Brasil Pharma no quarto trimestre feita ontem foi marcada por simbolismos. Logo no começo da apresentação, o agora ex­ecutivo-­chefe da companhia, José Ricardo Mendes da Silva, falou da conclusão da primeira fase da reestruturação da empresa, focada na criação de controles e na disciplina operacional.

Na sequência, ele passou o bastão ao sucessor, Paulo Gualtieri, ex­ecutivo do Pão de Açúcar que comandará a Brasil Pharma no que eles classificaram como uma nova fase, voltada à melhoria das vendas nas mais de 1,2 mil farmácias das cinco redes. A mudança no comando havia sido antecipada pelo Valor PRO, serviço de informação em tempo real do Valor, semana passada.

Toda esse rito tem razão de ser. A companhia controlada pelo banco BTG precisa dar uma resposta a investidores e analistas, descontentes com o desempenho. Só nos primeiros três meses do ano, suas ações perderam mais de 70% de valor. A Raia Drogasil apresenta valorização de quase 10% no período. O Ibovespa, principal índice da bolsa, sobe mais de 1%.
A Brasil Pharma também anunciou a contratação da consultoria Enéas Pestana & Associados, do ex-presidente do Pão de Açúcar, para melhorar as vendas das farmácias.

Gualtieri é um dos 35 sócios de Pestana na empreitada e deixará o dia a dia da companhia para se dedicar à Brasil Pharma. No momento, 12 consultores estão atuando na rede. O trabalho de diagnóstico durará dois meses. A implementação das medidas sugeridas levará outros 18.

Outro ponto importante da nova fase da companhia são dois estudos que serão apresentados em um prazo de 30 dias. Um deles balizará o processo de integração da rede Big Ben, que atua no Nordeste, ao restante dos negócios do grupo. O outro formatará uma nova estrutura de capital para sustentar o crescimento do grupo.

Comprada há três anos, a Big Ben é responsável por metade da receita do grupo ­ que ficou praticamente estável no 4º trimestre, em R$ 901,8 milhões, contra R$ 893,7 milhões no mesmo período de 2013 ­ e opera numa estrutura administrativa independente, o que faz com que tenha grande peso nas despesas do grupo.

Na teleconferência, os executivos destacaram várias vezes que o enxugamento dessa estrutura e o melhor reconhecimento dos resultados da rede serão pontos fundamentais para a melhoria do desempenho em 2015.

Em 2014, a companhia ampliou em mais de 300% o prejuízo, chegando a R$ 613 milhões. Além de crescimento pouco expressivo na receita líquida ­ aproximadamente 9%, para R$ 3,8 bilhões ­ a companhia teve aumento de custos com demissões (foram 4,6 mil dispensas ao longo do ano), implementação do sistema de gestão SAP, entre outras medidas.

Em relatório a clientes publicado no fim do dia, a corretora Coinvalores avaliou as mudanças anunciadas pela Brasil Pharma como positivas, mas destacou que ainda é cedo para considerar uma recuperação consistente nos números. Em um ano complicado, a companhia terá que contar com a boa aceitação das mudanças nas lojas por parte dos consumidores para transformar os simbolismos em realidade.

Fonte: Tudo Farma


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico, Indústria farmacêutica



Deputado Ivan Valente questiona quorum em reunião da MP das Farmácias

comissão-mista-analisa-MP-que-flexibiliza-exigência-de-farmacêuticoO deputado Ivan Valente (PSOL-SP) apontou falta de quorum para realização da reunião da comissão mista que analisa a MP 653/2014, que flexibiliza a exigência de farmacêutico para o funcionamento das farmácias.

Ele afirma que as assinaturas constantes na lista de presença foram coletadas no dia anterior, prática que, conforme afirmou, fere o regimento. O parlamentar anunciou que vai pedir a anulação da sessão, na qual foi apresentado o relatório pelo deputado Manoel Junior (PMDB-PB). Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Legislação e regulamentações



MP 653/2014 que flexibiliza regras para farmácias é tema de audiência pública

exigência-da-presença-de-farmacêutico-nas-farmáciasA comissão mista que analisa a Medida Provisória (MP) 653/2014, que flexibilizou a exigência da presença de farmacêutico nas farmácias, promoveu  na terça-feira (11) a segunda audiência pública para discutir o tema. Foram convidados representantes da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), do Conselho Federal de Farmácia (CFF), da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República e da Federação Interestadual dos Farmacêuticos.

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Legislação e regulamentações



Displays são importantes para destacar-se no ponto de venda

displays-organização-espaço-farmáciasIndústria aposta na estratégia para garantir venda.

Há alguns anos, os displays em farmácias estavam longe de ser unanimidade, especialmente pelo espaço extra que demandavam. Hoje, com uma mudança de mentalidade da indústria em direção ao shopper, os varejistas passam a ver esse tipo de ação com bons olhos, devido à rentabilidade que pode oferecer para o canal farma. Quem caminha em farmácias com frequência e há certo tempo pode afirmar com tranquilidade o quanto a dinâmica do varejo farma mudou em muitos aspectos e devido às demandas que foram surgindo, especialmente, nos últimos dez anos.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico



Suvisa alerta donos de farmácias no RN para golpistas que cobram taxas

Golpistas-se passando-por-técnicos-da-Anvisa-cobrando taxasGolpistas estão se passando por técnicos da Anvisa e cobrando taxas.

Órgão afirma que Anvisa (órgão federal) não faz inspeção nos municípios.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , ,
Mercado farmacêutico



Os três maiores grupos de farmácias inauguram 350 lojas este ano

planos-de-aumentar-a-presença-nacional-das-redesOs três maiores grupos de farmácias do país – Raia Drogasil, Drogaria Pacheco São Paulo (DPSP) e Pague Menos – devem inaugurar 350 lojas no país este ano e manter o ritmo de expansão em 2015. Seus executivos afirmam que o segmento sofre menos os efeitos da desaceleração econômica que o varejo em geral e reforçam os planos de aumentar a presença nacional das redes. Enquanto a DPSP, forte em São Paulo, Rio e Minas Gerais, mira o Nordeste e o Centro-Oeste, a cearense Pague Menos ruma para o Sudeste.

Leia mais ›


Palavras-chave , , ,
Mercado farmacêutico



Varejo farmacêutico se prepara para mudanças

regulação-ampliará-mix-de-produtos-e-erviçosCom a aprovação das leis federal e estaduais, próximo passo é a regulação, que ampliará mix de produtos e serviços

Com o fim do impedimento para a venda de produtos de conveniência nas farmácias e drogarias do País, o varejo farmacêutico está se preparando para mudanças que vão do mix de produtos ao atendimento a clientes, passando pela metragem das lojas, que, segundo o presidente da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), Sérgio Mena Barreto, irá transformar os estabelecimentos brasileiros em verdadeiras drugstores.

Leia mais ›


Palavras-chave , , , , ,
Mercado farmacêutico



0
Conectando
Por favor, aguarde...
Enviar mensagem

Não estamos on-line no momento, envie uma mensagem e responderemos em breve.

* Nome
* Email
* Mensagem
Telefone
Atendimento on-line

Como podemos ajudar?

Estamos on-line, fique à vontade para iniciar uma conversa com a M2Farma.

* Nome
* Email
Telefone
* Mensagem
Atendimento on-line
Feedback

Help us help you better! Feel free to leave us any additional feedback.

How do you rate our support?

Agradecemos sua visita ao blog e convidamos a conhecer nosso trabalho. Visite www.m2farma.com

Aproveite para cadastrar seu e-mail para receber notícias e promoções:

Fique tranquilo, seus dados estarão em segurança.